news:

Sul de Minas

Mulher se passa por avó e tenta levar criança de uma escola em MG

Publicado por TV Minas em 17/09/2018

foto_principal.png

Mãe encontrou a criança no portão e evitou que fosse levada pela estranha.

 

Uma mulher se passou por avó de uma criança de quatro anos e tentou levar a criança de dentro da escola Tereza Paulino da costa onde ela estudava, na cidade de Alfenas. A criança só não foi levada pela mulher, porque a mãe dela chegou no local e encontrou o filho. 

 

De acordo com informações da família, a mulher de aproximadamente 60 anos, não foi reconhecida pela mãe da criança. Ao chegar na escola a mãe teria encontrado a mulher saindo de mãos dadas com o filho dela. 

 

Revoltada, a mãe teria tomado a criança das mãos da mulher e questionado o motivo dela estar saindo da escola com a criança. A suspeita negou que estivesse levando a criança. 

 

Apesar da negativa da mulher, que desapareceu após o fato, a professora da escola disse para a mãe que a criança havia sido entregue para uma mulher que se apresentou como avó dele. 

 

A mãe procurou a Polícia Militar e registrou um boletim de ocorrência contra a escola, por terem liberado o filho dela para uma estranha. Como a ocorrência demorou a ser registrada, a mulher desapareceu e até o momento ainda não foi localizada.

 

Indignada com o ocorrido, a mãe da criança divulgou fotos do boletim de ocorrência e áudios em redes sociais que contam como o caso aconteceu, para prevenir de que ocorra o mesmo ou algo pior com outras crianças. Dezenas de pessoas também se revoltaram e repassaram os áudios da mãe.

 

 

Veja também: Polícia conclui que não houve tentativa de sequestro em escola de Alfenas

Mãe encontrou a criança no portão e evitou que fosse levada pela estranha.


 


Uma mulher se passou por avó de uma criança de quatro anos e tentou levar a criança de dentro da escola Tereza Paulino da costa onde ela estudava, na cidade de Alfenas. A criança só não foi levada pela mulher, porque a mãe dela chegou no local e encontrou o filho. 


 


De acordo com informações da família, a mulher de aproximadamente 60 anos, não foi reconhecida pela mãe da criança. Ao chegar na escola a mãe teria encontrado a mulher saindo de mãos dadas com o filho dela. 


 


Revoltada, a mãe teria tomado a criança das mãos da mulher e questionado o motivo dela estar saindo da escola com a criança. A suspeita negou que estivesse levando a criança. 


 


PATROCINADORES

Apesar da negativa da mulher, que desapareceu após o fato, a professora da escola disse para a mãe que a criança havia sido entregue para uma mulher que se apresentou como avó dele. 


 


A mãe procurou a Polícia Militar e registrou um boletim de ocorrência contra a escola, por terem liberado o filho dela para uma estranha. Como a ocorrência demorou a ser registrada, a mulher desapareceu e até o momento ainda não foi localizada.


 


Indignada com o ocorrido, a mãe da criança divulgou fotos do boletim de ocorrência e áudios em redes sociais que contam como o caso aconteceu, para prevenir de que ocorra o mesmo ou algo pior com outras crianças. Dezenas de pessoas também se revoltaram e repassaram os áudios da mãe.


 


 


Veja também: Polícia conclui que não houve tentativa de sequestro em escola de Alfenas


Mãe encontrou a criança no portão e evitou que fosse levada pela estranha.



Uma mulher se passou por avó de uma criança de quatro anos e tentou levar a criança de dentro da escola Tereza Paulino da costa onde ela estudava, na cidade de Alfenas. A criança só não foi levada pela mulher, porque a mãe dela chegou no local e encontrou o filho. 



De acordo com informações da família, a mulher de aproximadamente 60 anos, não foi reconhecida pela mãe da criança. Ao chegar na escola a mãe teria encontrado a mulher saindo de mãos dadas com o filho dela. 



PATROCINADORES

Revoltada, a mãe teria tomado a criança das mãos da mulher e questionado o motivo dela estar saindo da escola com a criança. A suspeita negou que estivesse levando a criança. 



Apesar da negativa da mulher, que desapareceu após o fato, a professora da escola disse para a mãe que a criança havia sido entregue para uma mulher que se apresentou como avó dele. 



PATROCINADORES

A mãe procurou a Polícia Militar e registrou um boletim de ocorrência contra a escola, por terem liberado o filho dela para uma estranha. Como a ocorrência demorou a ser registrada, a mulher desapareceu e até o momento ainda não foi localizada.



Indignada com o ocorrido, a mãe da criança divulgou fotos do boletim de ocorrência e áudios em redes sociais que contam como o caso aconteceu, para prevenir de que ocorra o mesmo ou algo pior com outras crianças. Dezenas de pessoas também se revoltaram e repassaram os áudios da mãe.



Veja também: Polícia conclui que não houve tentativa de sequestro em escola de Alfenas



Veja Também