news:

Notícias

Aécio devolve casa de 2 mil m² e vai para imóvel funcional

Publicado por TV Minas em 20/09/2018

foto_principal.jpg

O senador deixará casa de cerca de 2.500 metros quadrados no Lago Sul, bairro de classe média alta da capital federal, para um apartamento funcional.

 

Disposto a mudar de Casa no Congresso, o senador Aécio Neves (PSDB-MG), que tenta uma vaga na Câmara dos Deputados nas eleições de outubro, também pretende trocar seu endereço residencial em Brasília. Ele se mudará com a família, no próximo mês, de uma casa de cerca de 2.500 metros quadrados no Lago Sul, bairro de classe média alta da capital federal, para um apartamento funcional.

 

 

Segundo a assessoria de imprensa do senador informou ao Estadão/Broadcast, Aécio decidiu se mudar porque o contrato de aluguel com a empresa dona da casa, a SN Investimentos e Participações Imobiliários, está perto do fim. A assessoria do tucano não informou o valor do aluguel, mas um casa na mesma região custa, por mês, entre R$ 5 mil e R$ 10 mil por mês. De acordo com reportagem do site Metrópoles, de Brasília, Aécio paga R$ 25 mil de aluguel.

 

O salário bruto do senador é de R$ 33,7 mil mensais, e, com os descontos tributários, ele recebe R$ 22 mil. Conforme dados públicos do Senado, Aécio nunca usou verbas do auxílio-moradia a que tem direito, de R$ 5,5 mil, para custear o aluguel do imóvel.

 

A casa atual, que fica próxima ao Lago Paranoá, tem um grande jardim e piscina. Logo na entrada, há uma escultura do artista gaúcho Clésius Coser. Já os apartamentos funcionais do Senado têm entre 250 e 300 metros quadrados e os prédios não possuem área de lazer.

 

Aécio se mudou para a casa no Lago Sul em 2015, quando levou sua mulher e os dois filhos para morar em Brasília. Antes, eles moravam no Rio, e o senador ocupava um dos apartamentos do Senado.

 

Ao se mudar para o apartamento do Senado, Aécio pode evitar ter de entrar em uma longa fila de espera. Isso porque existem hoje 86 deputados que aguardam por uma vaga. A Câmara dos Deputados e o Senado, no entanto, mantêm um intercâmbio entre si que permite aos parlamentares permanecerem nos imóveis funcionais em que residem mesmo se trocarem de Casa Legislativa. 

 

 

Desgaste

 

Enfraquecido politicamente desde que teve conversas com o empresário Joesley Batista, do Grupo J&F, divulgadas, Aécio enfrentou resistências internas no PSDB para se lançar candidato à reeleição no Senado e acabou optando por tentar uma vaga na Câmara.

 

O tucano é réu no Supremo Tribunal Federal no caso J&F por corrupção passiva e obstrução da Justiça e investigado em outros inquéritos na Corte. Ele nega irregularidades. A casa em que mora chegou a alvo de buscas em maio do ano passado.

O senador deixará casa de cerca de 2.500 metros quadrados no Lago Sul, bairro de classe média alta da capital federal, para um apartamento funcional.


 


Disposto a mudar de Casa no Congresso, o senador Aécio Neves (PSDB-MG), que tenta uma vaga na Câmara dos Deputados nas eleições de outubro, também pretende trocar seu endereço residencial em Brasília. Ele se mudará com a família, no próximo mês, de uma casa de cerca de 2.500 metros quadrados no Lago Sul, bairro de classe média alta da capital federal, para um apartamento funcional.


 


 


Segundo a assessoria de imprensa do senador informou ao Estadão/Broadcast, Aécio decidiu se mudar porque o contrato de aluguel com a empresa dona da casa, a SN Investimentos e Participações Imobiliários, está perto do fim. A assessoria do tucano não informou o valor do aluguel, mas um casa na mesma região custa, por mês, entre R$ 5 mil e R$ 10 mil por mês. De acordo com reportagem do site Metrópoles, de Brasília, Aécio paga R$ 25 mil de aluguel.


 


O salário bruto do senador é de R$ 33,7 mil mensais, e, com os descontos tributários, ele recebe R$ 22 mil. Conforme dados públicos do Senado, Aécio nunca usou verbas do auxílio-moradia a que tem direito, de R$ 5,5 mil, para custear o aluguel do imóvel.


 


A casa atual, que fica próxima ao Lago Paranoá, tem um grande jardim e piscina. Logo na entrada, há uma escultura do artista gaúcho Clésius Coser. Já os apartamentos funcionais do Senado têm entre 250 e 300 metros quadrados e os prédios não possuem área de lazer.


PATROCINADORES

 


Aécio se mudou para a casa no Lago Sul em 2015, quando levou sua mulher e os dois filhos para morar em Brasília. Antes, eles moravam no Rio, e o senador ocupava um dos apartamentos do Senado.


 


Ao se mudar para o apartamento do Senado, Aécio pode evitar ter de entrar em uma longa fila de espera. Isso porque existem hoje 86 deputados que aguardam por uma vaga. A Câmara dos Deputados e o Senado, no entanto, mantêm um intercâmbio entre si que permite aos parlamentares permanecerem nos imóveis funcionais em que residem mesmo se trocarem de Casa Legislativa. 


 


 


Desgaste


 


Enfraquecido politicamente desde que teve conversas com o empresário Joesley Batista, do Grupo J&F, divulgadas, Aécio enfrentou resistências internas no PSDB para se lançar candidato à reeleição no Senado e acabou optando por tentar uma vaga na Câmara.


 


O tucano é réu no Supremo Tribunal Federal no caso J&F por corrupção passiva e obstrução da Justiça e investigado em outros inquéritos na Corte. Ele nega irregularidades. A casa em que mora chegou a alvo de buscas em maio do ano passado.


O senador deixará casa de cerca de 2.500 metros quadrados no Lago Sul, bairro de classe média alta da capital federal, para um apartamento funcional.



Disposto a mudar de Casa no Congresso, o senador Aécio Neves (PSDB-MG), que tenta uma vaga na Câmara dos Deputados nas eleições de outubro, também pretende trocar seu endereço residencial em Brasília. Ele se mudará com a família, no próximo mês, de uma casa de cerca de 2.500 metros quadrados no Lago Sul, bairro de classe média alta da capital federal, para um apartamento funcional.



Segundo a assessoria de imprensa do senador informou ao Estadão/Broadcast, Aécio decidiu se mudar porque o contrato de aluguel com a empresa dona da casa, a SN Investimentos e Participações Imobiliários, está perto do fim. A assessoria do tucano não informou o valor do aluguel, mas um casa na mesma região custa, por mês, entre R$ 5 mil e R$ 10 mil por mês. De acordo com reportagem do site Metrópoles, de Brasília, Aécio paga R$ 25 mil de aluguel.



PATROCINADORES

O salário bruto do senador é de R$ 33,7 mil mensais, e, com os descontos tributários, ele recebe R$ 22 mil. Conforme dados públicos do Senado, Aécio nunca usou verbas do auxílio-moradia a que tem direito, de R$ 5,5 mil, para custear o aluguel do imóvel.



A casa atual, que fica próxima ao Lago Paranoá, tem um grande jardim e piscina. Logo na entrada, há uma escultura do artista gaúcho Clésius Coser. Já os apartamentos funcionais do Senado têm entre 250 e 300 metros quadrados e os prédios não possuem área de lazer.



Aécio se mudou para a casa no Lago Sul em 2015, quando levou sua mulher e os dois filhos para morar em Brasília. Antes, eles moravam no Rio, e o senador ocupava um dos apartamentos do Senado.



Ao se mudar para o apartamento do Senado, Aécio pode evitar ter de entrar em uma longa fila de espera. Isso porque existem hoje 86 deputados que aguardam por uma vaga. A Câmara dos Deputados e o Senado, no entanto, mantêm um intercâmbio entre si que permite aos parlamentares permanecerem nos imóveis funcionais em que residem mesmo se trocarem de Casa Legislativa. 



PATROCINADORES

Desgaste



Enfraquecido politicamente desde que teve conversas com o empresário Joesley Batista, do Grupo J&F, divulgadas, Aécio enfrentou resistências internas no PSDB para se lançar candidato à reeleição no Senado e acabou optando por tentar uma vaga na Câmara.



O tucano é réu no Supremo Tribunal Federal no caso J&F por corrupção passiva e obstrução da Justiça e investigado em outros inquéritos na Corte. Ele nega irregularidades. A casa em que mora chegou a alvo de buscas em maio do ano passado.



Veja Também