news:

Notícias

Turquia inspeciona consulado saudita em busca de jornalista desaparecido

Publicado por TV Minas em 15/10/2018

foto_principal.jpg

Inspeção, que deverá ocorrer ainda nesta segunda-feira, ajudará a determinar se Jamal Khashoggi foi assassinado no local, como alega a Turquia.

 

Autoridades turcas fecharam um acordo com a Arábia Saudita para inspecionar o consulado do país em Istambul em busca do jornalista saudita Jamal Khashoggi, que está desaparecido desde o último dia 2.

 

A inspeção, que deverá ocorrer ainda nesta segunda-feira, ajudará a determinar se Khashoggi foi assassinado no local, como alega a Turquia.

 

A Arábia Saudita nega estar envolvida no desaparecimento de Khashoggi, que era crítico ao governo saudita. Segundo Riad, Khashoggi teria deixado o consulado logo após recolher documentos.

 

Falando sob condição de anonimato, dirigentes turcos alegam que policiais teriam colhido evidências de que Khashoggi foi morto no consulado e teve seu corpo desmembrado por uma equipe de 15 agentes despachados pelo governo saudita.

 

Tensões criadas pelo desaparecimento do jornalista têm gerado preocupações sobre a Arábia Saudita, ajudando a sustentar as cotações do petróleo nos negócios desta segunda-feira.

Inspeção, que deverá ocorrer ainda nesta segunda-feira, ajudará a determinar se Jamal Khashoggi foi assassinado no local, como alega a Turquia.


 


Autoridades turcas fecharam um acordo com a Arábia Saudita para inspecionar o consulado do país em Istambul em busca do jornalista saudita Jamal Khashoggi, que está desaparecido desde o último dia 2.


 


A inspeção, que deverá ocorrer ainda nesta segunda-feira, ajudará a determinar se Khashoggi foi assassinado no local, como alega a Turquia.


PATROCINADORES

 


A Arábia Saudita nega estar envolvida no desaparecimento de Khashoggi, que era crítico ao governo saudita. Segundo Riad, Khashoggi teria deixado o consulado logo após recolher documentos.


 


Falando sob condição de anonimato, dirigentes turcos alegam que policiais teriam colhido evidências de que Khashoggi foi morto no consulado e teve seu corpo desmembrado por uma equipe de 15 agentes despachados pelo governo saudita.


 


Tensões criadas pelo desaparecimento do jornalista têm gerado preocupações sobre a Arábia Saudita, ajudando a sustentar as cotações do petróleo nos negócios desta segunda-feira.


Inspeção, que deverá ocorrer ainda nesta segunda-feira, ajudará a determinar se Jamal Khashoggi foi assassinado no local, como alega a Turquia.



Autoridades turcas fecharam um acordo com a Arábia Saudita para inspecionar o consulado do país em Istambul em busca do jornalista saudita Jamal Khashoggi, que está desaparecido desde o último dia 2.



A inspeção, que deverá ocorrer ainda nesta segunda-feira, ajudará a determinar se Khashoggi foi assassinado no local, como alega a Turquia.



PATROCINADORES

A Arábia Saudita nega estar envolvida no desaparecimento de Khashoggi, que era crítico ao governo saudita. Segundo Riad, Khashoggi teria deixado o consulado logo após recolher documentos.



Falando sob condição de anonimato, dirigentes turcos alegam que policiais teriam colhido evidências de que Khashoggi foi morto no consulado e teve seu corpo desmembrado por uma equipe de 15 agentes despachados pelo governo saudita.



Tensões criadas pelo desaparecimento do jornalista têm gerado preocupações sobre a Arábia Saudita, ajudando a sustentar as cotações do petróleo nos negócios desta segunda-feira.



Veja Também