news:

Notícias

Avião com 189 pessoas cai no mar após decolagem na Indonésia

Publicado por TV Minas em 29/10/2018

foto_principal.jpg

Não há informações sobre sobreviventes; corpos das primeiras vítimas já foram encontrados.

 

Um avião com 189 pessoas a bordo caiu no mar logo após a decolagem em Jacarta, capital da Indonésia, na manhã desta segunda-feira (29). A aeronave da companhia Lion Air tinha 181 passageiros a bordo, incluindo uma criança e dois bebês, e oito tripulantes. Não há informações sobre sobreviventes.

 

O avião, um Boeing 737-800, desapareceu dos radares 13 minutos depois de decolar do aeroporto de Jacarta, às 6h20 locais (noite de domingo em Brasília), com destino à cidade de Pangkal Pinang. Segundo autoridades, o avião caiu após atingir 5.200 pés (1.580 metros), e agora estaria no mar, a 35 metros de profundidade.

 

Antes de cair, o piloto tinha solicitado o regresso ao aeroporto da capital indonésia, disseram as autoridades.

 

Segundo o chefe das operações de Emergência da Indonésia, Agus Harion, os corpos das primeiras vítimas já foram encontrados pelas equipes de buscas. Os cadáveres foram achados a cerca de 8 quilômetros a leste da península de Tanjung Karawang, lugar onde o avião desapareceu dos radares.

 

As águas onde o avião caiu se tornaram uma maré de destroços com centenas de peças da fuselagem e utensílios dos viajantes.

 

Cerca de 160 homens de equipes de salvamento em várias embarcações e helicópteros estão na suposta região do acidente na busca de sobreviventes e das caixas-pretas do aparelho, que servirão para posterior esclarecimento do sucedido.

 

A causa do acidente ainda não foi descoberta. A Lion Air é a maior companhia aérea de baixo custo da Indonésia.

 

 

Problemas técnicos

 

Segundo o diretor-executivo da Lion Air, o avião que caiu sofreu “problemas técnicos” durante um voo no domingo. As falhas, contudo, foram resolvidas antes da decolagem nesta segunda, de acordo com Edward Sirait.

 

A aeronave, um Boeing 737, entrou em funcionamento em meados de agosto passado e tinha cerca de 800 horas de voo. Esse é o pior acidente aéreo do país desde o voo da AirAsia, de dezembro de 2014, que matou todas as 162 pessoas a bordo.

Não há informações sobre sobreviventes; corpos das primeiras vítimas já foram encontrados.


 


Um avião com 189 pessoas a bordo caiu no mar logo após a decolagem em Jacarta, capital da Indonésia, na manhã desta segunda-feira (29). A aeronave da companhia Lion Air tinha 181 passageiros a bordo, incluindo uma criança e dois bebês, e oito tripulantes. Não há informações sobre sobreviventes.


 


O avião, um Boeing 737-800, desapareceu dos radares 13 minutos depois de decolar do aeroporto de Jacarta, às 6h20 locais (noite de domingo em Brasília), com destino à cidade de Pangkal Pinang. Segundo autoridades, o avião caiu após atingir 5.200 pés (1.580 metros), e agora estaria no mar, a 35 metros de profundidade.


 


Antes de cair, o piloto tinha solicitado o regresso ao aeroporto da capital indonésia, disseram as autoridades.


 


Segundo o chefe das operações de Emergência da Indonésia, Agus Harion, os corpos das primeiras vítimas já foram encontrados pelas equipes de buscas. Os cadáveres foram achados a cerca de 8 quilômetros a leste da península de Tanjung Karawang, lugar onde o avião desapareceu dos radares.


 


As águas onde o avião caiu se tornaram uma maré de destroços com centenas de peças da fuselagem e utensílios dos viajantes.


PATROCINADORES

 


Cerca de 160 homens de equipes de salvamento em várias embarcações e helicópteros estão na suposta região do acidente na busca de sobreviventes e das caixas-pretas do aparelho, que servirão para posterior esclarecimento do sucedido.


 


A causa do acidente ainda não foi descoberta. A Lion Air é a maior companhia aérea de baixo custo da Indonésia.


 


 


Problemas técnicos


 


Segundo o diretor-executivo da Lion Air, o avião que caiu sofreu “problemas técnicos” durante um voo no domingo. As falhas, contudo, foram resolvidas antes da decolagem nesta segunda, de acordo com Edward Sirait.


 


A aeronave, um Boeing 737, entrou em funcionamento em meados de agosto passado e tinha cerca de 800 horas de voo. Esse é o pior acidente aéreo do país desde o voo da AirAsia, de dezembro de 2014, que matou todas as 162 pessoas a bordo.


Não há informações sobre sobreviventes; corpos das primeiras vítimas já foram encontrados.



Um avião com 189 pessoas a bordo caiu no mar logo após a decolagem em Jacarta, capital da Indonésia, na manhã desta segunda-feira (29). A aeronave da companhia Lion Air tinha 181 passageiros a bordo, incluindo uma criança e dois bebês, e oito tripulantes. Não há informações sobre sobreviventes.



O avião, um Boeing 737-800, desapareceu dos radares 13 minutos depois de decolar do aeroporto de Jacarta, às 6h20 locais (noite de domingo em Brasília), com destino à cidade de Pangkal Pinang. Segundo autoridades, o avião caiu após atingir 5.200 pés (1.580 metros), e agora estaria no mar, a 35 metros de profundidade.



Antes de cair, o piloto tinha solicitado o regresso ao aeroporto da capital indonésia, disseram as autoridades.



PATROCINADORES

Segundo o chefe das operações de Emergência da Indonésia, Agus Harion, os corpos das primeiras vítimas já foram encontrados pelas equipes de buscas. Os cadáveres foram achados a cerca de 8 quilômetros a leste da península de Tanjung Karawang, lugar onde o avião desapareceu dos radares.



As águas onde o avião caiu se tornaram uma maré de destroços com centenas de peças da fuselagem e utensílios dos viajantes.



Cerca de 160 homens de equipes de salvamento em várias embarcações e helicópteros estão na suposta região do acidente na busca de sobreviventes e das caixas-pretas do aparelho, que servirão para posterior esclarecimento do sucedido.



PATROCINADORES

A causa do acidente ainda não foi descoberta. A Lion Air é a maior companhia aérea de baixo custo da Indonésia.



Problemas técnicos



Segundo o diretor-executivo da Lion Air, o avião que caiu sofreu “problemas técnicos” durante um voo no domingo. As falhas, contudo, foram resolvidas antes da decolagem nesta segunda, de acordo com Edward Sirait.



A aeronave, um Boeing 737, entrou em funcionamento em meados de agosto passado e tinha cerca de 800 horas de voo. Esse é o pior acidente aéreo do país desde o voo da AirAsia, de dezembro de 2014, que matou todas as 162 pessoas a bordo.



Veja Também