news:

Notícias

Temer amplia atuação das Forças Armadas em Roraima

Publicado por TV Minas em 30/10/2018

foto_principal.jpg

Medida visa o acolhimento de refugiados venezuelanos no Estado.

 

O presidente Michel Temer autorizou o emprego das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO), no período de 31 de outubro a 31 de dezembro de 2018, no Estado de Roraima, para a proteção das instalações e das atividades relacionadas ao acolhimento de refugiados vindos da Venezuela.

 

A decisão consta de decreto publicado no Diário Oficial da União (DOU) desta terça-feira. De acordo com o ato, o ministro da Defesa definirá a alocação dos meios disponíveis para a atuação das equipes.

 

Em 28 de agosto deste ano, Temer decretou pela primeira vez o uso das Forças Armadas no estado, com validade de duas semanas, até o dia 12 de setembro. Na ocasião, era recente o ataque de brasileiros a um acampamento venezuelano na cidade de Pacaraima. 

 

No dia 12 de setembro, no vencimento do decreto, Temer prorrogou o uso das Forças Armadas até o dia 30 de outubro. Na renovação, o decreto foi ampliado para também acolher os refugiados venezuelanos. Anteriormente, a ação dos militares seria apenas nos 150 quilômetros de fronteira entre os dois países.

Medida visa o acolhimento de refugiados venezuelanos no Estado.


 


O presidente Michel Temer autorizou o emprego das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO), no período de 31 de outubro a 31 de dezembro de 2018, no Estado de Roraima, para a proteção das instalações e das atividades relacionadas ao acolhimento de refugiados vindos da Venezuela.


 


PATROCINADORES

A decisão consta de decreto publicado no Diário Oficial da União (DOU) desta terça-feira. De acordo com o ato, o ministro da Defesa definirá a alocação dos meios disponíveis para a atuação das equipes.


 


Em 28 de agosto deste ano, Temer decretou pela primeira vez o uso das Forças Armadas no estado, com validade de duas semanas, até o dia 12 de setembro. Na ocasião, era recente o ataque de brasileiros a um acampamento venezuelano na cidade de Pacaraima. 


 


No dia 12 de setembro, no vencimento do decreto, Temer prorrogou o uso das Forças Armadas até o dia 30 de outubro. Na renovação, o decreto foi ampliado para também acolher os refugiados venezuelanos. Anteriormente, a ação dos militares seria apenas nos 150 quilômetros de fronteira entre os dois países.


Medida visa o acolhimento de refugiados venezuelanos no Estado.



O presidente Michel Temer autorizou o emprego das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO), no período de 31 de outubro a 31 de dezembro de 2018, no Estado de Roraima, para a proteção das instalações e das atividades relacionadas ao acolhimento de refugiados vindos da Venezuela.



A decisão consta de decreto publicado no Diário Oficial da União (DOU) desta terça-feira. De acordo com o ato, o ministro da Defesa definirá a alocação dos meios disponíveis para a atuação das equipes.



PATROCINADORES

Em 28 de agosto deste ano, Temer decretou pela primeira vez o uso das Forças Armadas no estado, com validade de duas semanas, até o dia 12 de setembro. Na ocasião, era recente o ataque de brasileiros a um acampamento venezuelano na cidade de Pacaraima. 



No dia 12 de setembro, no vencimento do decreto, Temer prorrogou o uso das Forças Armadas até o dia 30 de outubro. Na renovação, o decreto foi ampliado para também acolher os refugiados venezuelanos. Anteriormente, a ação dos militares seria apenas nos 150 quilômetros de fronteira entre os dois países.



Veja Também