news:

Notícias

Turistas são achadas decapitadas em montanha do Marrocos

Publicado por TV Minas em 18/12/2018

foto_principal.jpg

Duas turistas da Escandinávia foram encontradas decapitadas nesta semanas na região montanhosa de Atlas (Marrocos).

 

A dinamarquesa Louisa Jespersen, de 24 anos, e a norueguesa Maren Ueland, de 28, estavam fazendo juntas uma trilha na região. Elas teriam sido atacadas após montar acampamento em uma área isolada e próxima ao pico de Toubkal, de 4.167 metros de altura, o ponto mais alto do Norte africano.


Um homem foi preso por ligação com o crime, segundo o site "Morocco World News".

 

Louisa e Maren se conheceram na Universidade do Sudeste da Noruega, onde as duas estudavam. A dupla estava viajando havia um mês na África.

 

O Ministério do Interior do Marrocos está investigando o caso.

Duas turistas da Escandinávia foram encontradas decapitadas nesta semanas na região montanhosa de Atlas (Marrocos).


 


A dinamarquesa Louisa Jespersen, de 24 anos, e a norueguesa Maren Ueland, de 28, estavam fazendo juntas uma trilha na região. Elas teriam sido atacadas após montar acampamento em uma área isolada e próxima ao pico de Toubkal, de 4.167 metros de altura, o ponto mais alto do Norte africano.



Um homem foi preso por ligação com o crime, segundo o site "Morocco World News".


PATROCINADORES

 


Louisa e Maren se conheceram na Universidade do Sudeste da Noruega, onde as duas estudavam. A dupla estava viajando havia um mês na África.


 


O Ministério do Interior do Marrocos está investigando o caso.


Duas turistas da Escandinávia foram encontradas decapitadas nesta semanas na região montanhosa de Atlas (Marrocos).



A dinamarquesa Louisa Jespersen, de 24 anos, e a norueguesa Maren Ueland, de 28, estavam fazendo juntas uma trilha na região. Elas teriam sido atacadas após montar acampamento em uma área isolada e próxima ao pico de Toubkal, de 4.167 metros de altura, o ponto mais alto do Norte africano.




Um homem foi preso por ligação com o crime, segundo o site "Morocco World News".



PATROCINADORES

Louisa e Maren se conheceram na Universidade do Sudeste da Noruega, onde as duas estudavam. A dupla estava viajando havia um mês na África.



O Ministério do Interior do Marrocos está investigando o caso.



Veja Também