news:

Sul de Minas

Suspeito de esfaquear jovem é preso após sofrer tentativa de linchamento

Publicado por TV Minas em 08/01/2019

foto_principal.jpeg

Matéria extraída do Terra do Mandu

 

O homem de 30 anos está sob custódia policial no hospital e ainda não foi ouvido. A jovem de 21 anos foi morta a facadas.

 

Um homem, de 30 anos, está sob custódia policial dentro do Hospital Escola de Itajubá. Ele é suspeito da morte da jovem Natália Gonçalves, de 21 anos, assassinada com mais de 10 facadas na manhã desta segunda-feira (07), próximo ao bairro Rebourgeon, na cidade. Após ser identificado por moradores, o homem sofreu tentativa de linchamento e foi levado ao hospital pelo Corpo de Bombeiros. Segundo apuramos com a Polícia Civil, o suspeito não corre risco de morrer.

 

Ainda de acordo com a Polícia Civil, os moradores chegaram até o suspeito após terem acesso a imagens de câmeras de segurança que mostram o homem nas imediações do crime. Populares levaram o suspeito até uma área livre e passaram a agredi-lo. A Polícia Militar foi chamada, conteve os agressores e o suspeito foi socorrido pelo Corpo de Bombeiros.

 

A Polícia Civil aguarda autorização médica para poder pegar o depoimento do suspeito. O homem é natural de Pouso Alegre e morava há pouco tempo em Itajubá.

 

 

O crime

 

A jovem Natália Gonçalves, de 21 anos, foi encontrada morta no fim da manhã desta segunda-feira. O corpo da vítima estava numa rua que dá acesso ao loteamento Porto Seguro, próximo ao bairro Rebourgeon.

 

Moradores que passavam pelo local viram a jovem ensanguentada no chão e chamaram o Corpo de Bombeiros. Ela foi levada ao Hospital Escola. Mas, a morte foi confirmada. Natália levou mais de 10 facadas pelo corpo. A jovem era casada e deixa um filho.

 

Segundo a PM, não há sinais de que Natália tenha havido abuso sexual.

 

A reportagem do Terra do Mandu apurou que foi encontrado uma mecha de cabelo nas unhas da vítima, que pode ser o autor do crime, que Natália tenha arrancado durante luta corporal para escapar da morte. O material genético será analisado.

Matéria extraída do Terra do Mandu


 


O homem de 30 anos está sob custódia policial no hospital e ainda não foi ouvido. A jovem de 21 anos foi morta a facadas.


 


Um homem, de 30 anos, está sob custódia policial dentro do Hospital Escola de Itajubá. Ele é suspeito da morte da jovem Natália Gonçalves, de 21 anos, assassinada com mais de 10 facadas na manhã desta segunda-feira (07), próximo ao bairro Rebourgeon, na cidade. Após ser identificado por moradores, o homem sofreu tentativa de linchamento e foi levado ao hospital pelo Corpo de Bombeiros. Segundo apuramos com a Polícia Civil, o suspeito não corre risco de morrer.


 


Ainda de acordo com a Polícia Civil, os moradores chegaram até o suspeito após terem acesso a imagens de câmeras de segurança que mostram o homem nas imediações do crime. Populares levaram o suspeito até uma área livre e passaram a agredi-lo. A Polícia Militar foi chamada, conteve os agressores e o suspeito foi socorrido pelo Corpo de Bombeiros.


 


A Polícia Civil aguarda autorização médica para poder pegar o depoimento do suspeito. O homem é natural de Pouso Alegre e morava há pouco tempo em Itajubá.


 


PATROCINADORES

 


O crime


 


A jovem Natália Gonçalves, de 21 anos, foi encontrada morta no fim da manhã desta segunda-feira. O corpo da vítima estava numa rua que dá acesso ao loteamento Porto Seguro, próximo ao bairro Rebourgeon.


 


Moradores que passavam pelo local viram a jovem ensanguentada no chão e chamaram o Corpo de Bombeiros. Ela foi levada ao Hospital Escola. Mas, a morte foi confirmada. Natália levou mais de 10 facadas pelo corpo. A jovem era casada e deixa um filho.


 


Segundo a PM, não há sinais de que Natália tenha havido abuso sexual.


 


A reportagem do Terra do Mandu apurou que foi encontrado uma mecha de cabelo nas unhas da vítima, que pode ser o autor do crime, que Natália tenha arrancado durante luta corporal para escapar da morte. O material genético será analisado.


Matéria extraída do Terra do Mandu



O homem de 30 anos está sob custódia policial no hospital e ainda não foi ouvido. A jovem de 21 anos foi morta a facadas.



Um homem, de 30 anos, está sob custódia policial dentro do Hospital Escola de Itajubá. Ele é suspeito da morte da jovem Natália Gonçalves, de 21 anos, assassinada com mais de 10 facadas na manhã desta segunda-feira (07), próximo ao bairro Rebourgeon, na cidade. Após ser identificado por moradores, o homem sofreu tentativa de linchamento e foi levado ao hospital pelo Corpo de Bombeiros. Segundo apuramos com a Polícia Civil, o suspeito não corre risco de morrer.



PATROCINADORES

Ainda de acordo com a Polícia Civil, os moradores chegaram até o suspeito após terem acesso a imagens de câmeras de segurança que mostram o homem nas imediações do crime. Populares levaram o suspeito até uma área livre e passaram a agredi-lo. A Polícia Militar foi chamada, conteve os agressores e o suspeito foi socorrido pelo Corpo de Bombeiros.



A Polícia Civil aguarda autorização médica para poder pegar o depoimento do suspeito. O homem é natural de Pouso Alegre e morava há pouco tempo em Itajubá.



O crime



PATROCINADORES

A jovem Natália Gonçalves, de 21 anos, foi encontrada morta no fim da manhã desta segunda-feira. O corpo da vítima estava numa rua que dá acesso ao loteamento Porto Seguro, próximo ao bairro Rebourgeon.



Moradores que passavam pelo local viram a jovem ensanguentada no chão e chamaram o Corpo de Bombeiros. Ela foi levada ao Hospital Escola. Mas, a morte foi confirmada. Natália levou mais de 10 facadas pelo corpo. A jovem era casada e deixa um filho.



Segundo a PM, não há sinais de que Natália tenha havido abuso sexual.



A reportagem do Terra do Mandu apurou que foi encontrado uma mecha de cabelo nas unhas da vítima, que pode ser o autor do crime, que Natália tenha arrancado durante luta corporal para escapar da morte. O material genético será analisado.



Veja Também