news:

Sul de Minas

Homem imobiliza assaltante até a chegada da PM em cidade sul-mineira

Publicado por TV Minas em 09/01/2019

foto_principal.jpg

O menor dominado por populares havia praticado um roubo a mão armada no centro de Alfenas.

 

Um menor de 17 anos, que havia praticado um assalto no centro de Alfenas, foi imobilizado por populares até a chegada da Polícia Militar, que apreendeu o adolescente. O jovem usou um revólver para assaltar a vítima na rua Cônego José Carlos, próximo a Praça Getúlio Vargas. 

 

A vítima, um homem de 39 anos, foi assaltada pelo menor ao sair de uma casa lotérica. O infrator usou um revólver para intimidar a vítima e levar uma sacola plástica que estava em suas mãos.

 

Na sequência, o menor fugiu em direção a rua Presidente Arthur Bernardes, onde um comparsa o aguardava em uma motocicleta CG Titan 150. O infrator tentou subir na garupa, mas o motociclista o deixou para trás, fugindo do local. 

 

O assaltante menor de idade foi alcançado por populares e dominado na rua Bias Fortes. Quando a PM chegou ao local, ele havia sido imobilizado com um golpe de jiu-jitsu. Próximo estavam a sacola de plástico (contendo uma bolsa) roubada e arma de fogo usada no assalto. Trata-se de um revólver calibre .32.

 

A arma de fogo – que tem capacidade para seis tiros - estava municiada e carregada com um cartucho intacto. O adolescente assumiu a propriedade do revólver e disse aos policiais que a arma foi adquirida, por ele há cerca de 18 meses, junto a um desconhecido, que mora no Bairro Santa Luzia, ao custo de R$ 1 mil.

O menor dominado por populares havia praticado um roubo a mão armada no centro de Alfenas.


 


Um menor de 17 anos, que havia praticado um assalto no centro de Alfenas, foi imobilizado por populares até a chegada da Polícia Militar, que apreendeu o adolescente. O jovem usou um revólver para assaltar a vítima na rua Cônego José Carlos, próximo a Praça Getúlio Vargas. 


 


A vítima, um homem de 39 anos, foi assaltada pelo menor ao sair de uma casa lotérica. O infrator usou um revólver para intimidar a vítima e levar uma sacola plástica que estava em suas mãos.


PATROCINADORES

 


Na sequência, o menor fugiu em direção a rua Presidente Arthur Bernardes, onde um comparsa o aguardava em uma motocicleta CG Titan 150. O infrator tentou subir na garupa, mas o motociclista o deixou para trás, fugindo do local. 


 


O assaltante menor de idade foi alcançado por populares e dominado na rua Bias Fortes. Quando a PM chegou ao local, ele havia sido imobilizado com um golpe de jiu-jitsu. Próximo estavam a sacola de plástico (contendo uma bolsa) roubada e arma de fogo usada no assalto. Trata-se de um revólver calibre .32.


 


A arma de fogo – que tem capacidade para seis tiros - estava municiada e carregada com um cartucho intacto. O adolescente assumiu a propriedade do revólver e disse aos policiais que a arma foi adquirida, por ele há cerca de 18 meses, junto a um desconhecido, que mora no Bairro Santa Luzia, ao custo de R$ 1 mil.


O menor dominado por populares havia praticado um roubo a mão armada no centro de Alfenas.



Um menor de 17 anos, que havia praticado um assalto no centro de Alfenas, foi imobilizado por populares até a chegada da Polícia Militar, que apreendeu o adolescente. O jovem usou um revólver para assaltar a vítima na rua Cônego José Carlos, próximo a Praça Getúlio Vargas. 



A vítima, um homem de 39 anos, foi assaltada pelo menor ao sair de uma casa lotérica. O infrator usou um revólver para intimidar a vítima e levar uma sacola plástica que estava em suas mãos.



PATROCINADORES

Na sequência, o menor fugiu em direção a rua Presidente Arthur Bernardes, onde um comparsa o aguardava em uma motocicleta CG Titan 150. O infrator tentou subir na garupa, mas o motociclista o deixou para trás, fugindo do local. 



O assaltante menor de idade foi alcançado por populares e dominado na rua Bias Fortes. Quando a PM chegou ao local, ele havia sido imobilizado com um golpe de jiu-jitsu. Próximo estavam a sacola de plástico (contendo uma bolsa) roubada e arma de fogo usada no assalto. Trata-se de um revólver calibre .32.



A arma de fogo – que tem capacidade para seis tiros - estava municiada e carregada com um cartucho intacto. O adolescente assumiu a propriedade do revólver e disse aos policiais que a arma foi adquirida, por ele há cerca de 18 meses, junto a um desconhecido, que mora no Bairro Santa Luzia, ao custo de R$ 1 mil.



Veja Também