news:

Notícias

Participação de Sergio Moro será destaque em Davos

Publicado por TV Minas em 16/01/2019

foto_principal.jpg

A participação do ministro inclui debate sobre "crime globalizado".

 

O Fórum Econômico Mundial vai usar a presença do ex-juiz e ministro da Justiça, Sérgio Moro, para promover sua nova bandeira: a "moralização da globalização". Questionado por ativistas e diante de eleições que mostram reação popular contra as elites, Davos assumiu a campanha contra a corrupção.

 

"Precisamos de uma remoralização da globalização", defendeu o fundador do fórum, Klaus Schwab, em discurso na terça, 15, em Genebra. Não por acaso, na delegação brasileira, a participação de Moro na agenda de Davos ganhou destaque. 

 

No dia 22, o ministro será um dos principais integrantes de um debate sobre "restaurar confiança e integridade". Ele divide o palco com a presidente da Transparência Internacional, Delia Ferreira Rubio, e com o especialista suíço, Mark Pieth. Dois dias depois, Moro será o principal nome de um debate sobre "crime globalizado".

A participação do ministro inclui debate sobre "crime globalizado".


 


O Fórum Econômico Mundial vai usar a presença do ex-juiz e ministro da Justiça, Sérgio Moro, para promover sua nova bandeira: a "moralização da globalização". Questionado por ativistas e diante de eleições que mostram reação popular contra as elites, Davos assumiu a campanha contra a corrupção.


PATROCINADORES

 


"Precisamos de uma remoralização da globalização", defendeu o fundador do fórum, Klaus Schwab, em discurso na terça, 15, em Genebra. Não por acaso, na delegação brasileira, a participação de Moro na agenda de Davos ganhou destaque. 


 


No dia 22, o ministro será um dos principais integrantes de um debate sobre "restaurar confiança e integridade". Ele divide o palco com a presidente da Transparência Internacional, Delia Ferreira Rubio, e com o especialista suíço, Mark Pieth. Dois dias depois, Moro será o principal nome de um debate sobre "crime globalizado".


A participação do ministro inclui debate sobre "crime globalizado".



O Fórum Econômico Mundial vai usar a presença do ex-juiz e ministro da Justiça, Sérgio Moro, para promover sua nova bandeira: a "moralização da globalização". Questionado por ativistas e diante de eleições que mostram reação popular contra as elites, Davos assumiu a campanha contra a corrupção.



"Precisamos de uma remoralização da globalização", defendeu o fundador do fórum, Klaus Schwab, em discurso na terça, 15, em Genebra. Não por acaso, na delegação brasileira, a participação de Moro na agenda de Davos ganhou destaque. 



PATROCINADORES

No dia 22, o ministro será um dos principais integrantes de um debate sobre "restaurar confiança e integridade". Ele divide o palco com a presidente da Transparência Internacional, Delia Ferreira Rubio, e com o especialista suíço, Mark Pieth. Dois dias depois, Moro será o principal nome de um debate sobre "crime globalizado".



Veja Também