news:

Sul de Minas

Camanducaia adota toque de recolher e proíbe consumo de bebidas alcoólicas

Publicado por TV Minas em 17/06/2020 às 10h58

foto_principal.jpg

A Prefeitura de Camanducaia impôs toque de recolher e proibiu o consumo de bebidas alcoólicas em locais públicos. Estas medidas e outras exigências a setores do comércio foram adotadas em decreto publicado nesta terça-feira (16).

 

A administração municipal manteve a restrição para que pousadas e hotéis possam funcionar com 40% da capacidade. Esta exigência já estava em vigor e havia a possibilidade de aumento na porcentagem, entretanto, devido ao crescimento no número de casos de coronavírus na cidade, foi mantida.

 

 

Toque de recolher e sem bebidas

 

O toque de recolher na cidade foi instituído por tempo indeterminado no decreto. Fica proibida a circulação de pessoas pelas ruas do município das 0h às 6h.

 

Neste mesmo período, a prefeitura proibiu o funcionamento de qualquer atividade comercial, exceto serviços essenciais e delivery de gêneros alimentícios.

 

A proibição do consumo de bebidas alcoólicas também foi instituída por tempo indeterminado e não é válida apenas no horário do toque de recolher, mas sim durante todo o dia.

 

 

Hotéis e pousadas com 40% da capacidade

 

Serviços de hospedagem em pousadas e hotéis continuam liberados com a capacidade máxima de ocupação de 40% nos estabelecimentos, além de todas as medidas de higienização instituídas no decreto anterior.

 

Áreas de lazer como piscinas e quadras esportivas continuam sem permissão para funcionar nestes locais.

 

Só entram na cidade turistas que tenham reserva comprovada em hotéis e pousadas. Caso contrário, eles continuam a ser barrados nos pontos sanitários instalados nas entradas da cidade.

 

Serviços e atrativos turísticos também foram liberados a funcionar até 1º de julho. No caso de uso de veículos para este tipo de atividade, só são permitidas três pessoas no carro, isso já incluindo o guia/motorista. A ressalva é em caso de menores de idade acompanhados da família.

 

No caso dos atrativos turísticos, é necessário adotar medidas para que não exista aglomeração de pessoas e nem a formação de filas.

 

 

Outros setores do comércio

 

O decreto ainda impõe condições para o funcionamento de supermercados, agências bancárias, academias e padarias. Em todos estes estabelecimentos, foi estabelecido número máximo de pessoas que podem entrar.

 

No caso de supermercados, por exemplo, apenas dez clientes por vez são permitidos, salvo em caso de o local ter área superior a 800 metros quadrados. Desta forma, o limite de pessoas passa a ser de 20 por vez. Além disso, todas as medidas de higienização devem ser adotadas.

 

Todas as determinações para os estabelecimentos comerciais estão disponíveis no decreto publicado pela Prefeitura de Camanducaia.

 

 

Coronavírus em Camanducaia

 

De acordo com o último boletim publicado pela prefeitura, Camanducaia tem, até o momento, 70 casos positivos para o novo coronavírus, sendo uma morte em decorrência da doença.

A Prefeitura de Camanducaia impôs toque de recolher e proibiu o consumo de bebidas alcoólicas em locais públicos. Estas medidas e outras exigências a setores do comércio foram adotadas em decreto publicado nesta terça-feira (16).


 


A administração municipal manteve a restrição para que pousadas e hotéis possam funcionar com 40% da capacidade. Esta exigência já estava em vigor e havia a possibilidade de aumento na porcentagem, entretanto, devido ao crescimento no número de casos de coronavírus na cidade, foi mantida.


 


 


Toque de recolher e sem bebidas


 


O toque de recolher na cidade foi instituído por tempo indeterminado no decreto. Fica proibida a circulação de pessoas pelas ruas do município das 0h às 6h.


 


Neste mesmo período, a prefeitura proibiu o funcionamento de qualquer atividade comercial, exceto serviços essenciais e delivery de gêneros alimentícios.


 


A proibição do consumo de bebidas alcoólicas também foi instituída por tempo indeterminado e não é válida apenas no horário do toque de recolher, mas sim durante todo o dia.


 


 


Hotéis e pousadas com 40% da capacidade


 


Serviços de hospedagem em pousadas e hotéis continuam liberados com a capacidade máxima de ocupação de 40% nos estabelecimentos, além de todas as medidas de higienização instituídas no decreto anterior.


 


Áreas de lazer como piscinas e quadras esportivas continuam sem permissão para funcionar nestes locais.


PATROCINADORES

 


Só entram na cidade turistas que tenham reserva comprovada em hotéis e pousadas. Caso contrário, eles continuam a ser barrados nos pontos sanitários instalados nas entradas da cidade.


 


Serviços e atrativos turísticos também foram liberados a funcionar até 1º de julho. No caso de uso de veículos para este tipo de atividade, só são permitidas três pessoas no carro, isso já incluindo o guia/motorista. A ressalva é em caso de menores de idade acompanhados da família.


 


No caso dos atrativos turísticos, é necessário adotar medidas para que não exista aglomeração de pessoas e nem a formação de filas.


 


 


Outros setores do comércio


 


O decreto ainda impõe condições para o funcionamento de supermercados, agências bancárias, academias e padarias. Em todos estes estabelecimentos, foi estabelecido número máximo de pessoas que podem entrar.


 


No caso de supermercados, por exemplo, apenas dez clientes por vez são permitidos, salvo em caso de o local ter área superior a 800 metros quadrados. Desta forma, o limite de pessoas passa a ser de 20 por vez. Além disso, todas as medidas de higienização devem ser adotadas.


 


Todas as determinações para os estabelecimentos comerciais estão disponíveis no decreto publicado pela Prefeitura de Camanducaia.


 


 


Coronavírus em Camanducaia


 


De acordo com o último boletim publicado pela prefeitura, Camanducaia tem, até o momento, 70 casos positivos para o novo coronavírus, sendo uma morte em decorrência da doença.


A Prefeitura de Camanducaia impôs toque de recolher e proibiu o consumo de bebidas alcoólicas em locais públicos. Estas medidas e outras exigências a setores do comércio foram adotadas em decreto publicado nesta terça-feira (16).



A administração municipal manteve a restrição para que pousadas e hotéis possam funcionar com 40% da capacidade. Esta exigência já estava em vigor e havia a possibilidade de aumento na porcentagem, entretanto, devido ao crescimento no número de casos de coronavírus na cidade, foi mantida.



Toque de recolher e sem bebidas



O toque de recolher na cidade foi instituído por tempo indeterminado no decreto. Fica proibida a circulação de pessoas pelas ruas do município das 0h às 6h.



Neste mesmo período, a prefeitura proibiu o funcionamento de qualquer atividade comercial, exceto serviços essenciais e delivery de gêneros alimentícios.



A proibição do consumo de bebidas alcoólicas também foi instituída por tempo indeterminado e não é válida apenas no horário do toque de recolher, mas sim durante todo o dia.



PATROCINADORES

Hotéis e pousadas com 40% da capacidade



Serviços de hospedagem em pousadas e hotéis continuam liberados com a capacidade máxima de ocupação de 40% nos estabelecimentos, além de todas as medidas de higienização instituídas no decreto anterior.



Áreas de lazer como piscinas e quadras esportivas continuam sem permissão para funcionar nestes locais.



Só entram na cidade turistas que tenham reserva comprovada em hotéis e pousadas. Caso contrário, eles continuam a ser barrados nos pontos sanitários instalados nas entradas da cidade.



Serviços e atrativos turísticos também foram liberados a funcionar até 1º de julho. No caso de uso de veículos para este tipo de atividade, só são permitidas três pessoas no carro, isso já incluindo o guia/motorista. A ressalva é em caso de menores de idade acompanhados da família.



No caso dos atrativos turísticos, é necessário adotar medidas para que não exista aglomeração de pessoas e nem a formação de filas.



PATROCINADORES

Outros setores do comércio



O decreto ainda impõe condições para o funcionamento de supermercados, agências bancárias, academias e padarias. Em todos estes estabelecimentos, foi estabelecido número máximo de pessoas que podem entrar.



No caso de supermercados, por exemplo, apenas dez clientes por vez são permitidos, salvo em caso de o local ter área superior a 800 metros quadrados. Desta forma, o limite de pessoas passa a ser de 20 por vez. Além disso, todas as medidas de higienização devem ser adotadas.



Todas as determinações para os estabelecimentos comerciais estão disponíveis no decreto publicado pela Prefeitura de Camanducaia.



Coronavírus em Camanducaia



De acordo com o último boletim publicado pela prefeitura, Camanducaia tem, até o momento, 70 casos positivos para o novo coronavírus, sendo uma morte em decorrência da doença.



Veja Também