news:

Notícias

Mais de 100 foragidos são presos em MG, após solicitarem auxílio emergencial

Publicado por TV Minas em 18/06/2020 às 18h57

foto_principal.jpeg

Entre os alvos presos, 140 possuem registros de ocorrências. Um deles teria 45 passagens pela polícia.​

 

Uma operação da Polícia Militar de Minas Gerais, em parceria com o Ministério Público, prendeu 144 foragidos.

 

A "Operação Desfalque" ocorre em 19 regiões do Estado e começou na sexta-feira (12). Segundo a PM, as pessoas consideradas foragidas foram presas depois de terem solicitado o benefício do auxílio emergencial do Governo Federal concedido no período de enfrentamento à pandemia da Covid-19.

 

Um dos presos tem 45 passagens pela Polícia Militar. Em Belo Horizonte, foram presas 16 pessoas. De acordo com a PM, a prisão foi efetuada por causa dos mandados de prisão em aberto.

 

De acordo com a capitão Layla Brunella, da Polícia Militar de Minas Gerais, as prisões aconteceram nas 19 regiões do Estado e foram motivadas pelos mandados em aberto, e não devido à solicitação do auxílio.

 

Cabe ao Ministério Público investigar se houve ou não fraude na solicitação do benefício. Se eles não preencherem os requisitos, aí sim, pode configurar crime.

 

Entre os alvos presos, 140 possuem registros de ocorrências. Desses, 117 possuem registros criminais diversos, sendo 82 por reiterados crimes violentos, entre eles homicídio, roubo, extorsão, tráfico de drogas, porte ilegal de arma de fogo, sequestro/cárcere privado e estupro de vulnerável.

 

Além disso, 11 deles possuem dez ou mais registros criminais.a listagem com os nomes foi distribuída nas 19 regiões de Polícia Militar.

 

 

Drogas e dinheiro


Durante a operação, também foram apreendidos diversos materiais ilícitos. Na casa de um dos indivíduos foram encontradas 251 buchas de maconha, 68 pedras de crack, meia barra de maconha, uma balança de precisão e material para “dolagem” de drogas.

Entre os alvos presos, 140 possuem registros de ocorrências. Um deles teria 45 passagens pela polícia.​


 


Uma operação da Polícia Militar de Minas Gerais, em parceria com o Ministério Público, prendeu 144 foragidos.


 


A "Operação Desfalque" ocorre em 19 regiões do Estado e começou na sexta-feira (12). Segundo a PM, as pessoas consideradas foragidas foram presas depois de terem solicitado o benefício do auxílio emergencial do Governo Federal concedido no período de enfrentamento à pandemia da Covid-19.


 


Um dos presos tem 45 passagens pela Polícia Militar. Em Belo Horizonte, foram presas 16 pessoas. De acordo com a PM, a prisão foi efetuada por causa dos mandados de prisão em aberto.


 


De acordo com a capitão Layla Brunella, da Polícia Militar de Minas Gerais, as prisões aconteceram nas 19 regiões do Estado e foram motivadas pelos mandados em aberto, e não devido à solicitação do auxílio.


PATROCINADORES

 


Cabe ao Ministério Público investigar se houve ou não fraude na solicitação do benefício. Se eles não preencherem os requisitos, aí sim, pode configurar crime.


 


Entre os alvos presos, 140 possuem registros de ocorrências. Desses, 117 possuem registros criminais diversos, sendo 82 por reiterados crimes violentos, entre eles homicídio, roubo, extorsão, tráfico de drogas, porte ilegal de arma de fogo, sequestro/cárcere privado e estupro de vulnerável.


 


Além disso, 11 deles possuem dez ou mais registros criminais.a listagem com os nomes foi distribuída nas 19 regiões de Polícia Militar.


 


 


Drogas e dinheiro



Durante a operação, também foram apreendidos diversos materiais ilícitos. Na casa de um dos indivíduos foram encontradas 251 buchas de maconha, 68 pedras de crack, meia barra de maconha, uma balança de precisão e material para “dolagem” de drogas.


Entre os alvos presos, 140 possuem registros de ocorrências. Um deles teria 45 passagens pela polícia.​



Uma operação da Polícia Militar de Minas Gerais, em parceria com o Ministério Público, prendeu 144 foragidos.



A "Operação Desfalque" ocorre em 19 regiões do Estado e começou na sexta-feira (12). Segundo a PM, as pessoas consideradas foragidas foram presas depois de terem solicitado o benefício do auxílio emergencial do Governo Federal concedido no período de enfrentamento à pandemia da Covid-19.



PATROCINADORES

Um dos presos tem 45 passagens pela Polícia Militar. Em Belo Horizonte, foram presas 16 pessoas. De acordo com a PM, a prisão foi efetuada por causa dos mandados de prisão em aberto.



De acordo com a capitão Layla Brunella, da Polícia Militar de Minas Gerais, as prisões aconteceram nas 19 regiões do Estado e foram motivadas pelos mandados em aberto, e não devido à solicitação do auxílio.



Cabe ao Ministério Público investigar se houve ou não fraude na solicitação do benefício. Se eles não preencherem os requisitos, aí sim, pode configurar crime.



PATROCINADORES

Entre os alvos presos, 140 possuem registros de ocorrências. Desses, 117 possuem registros criminais diversos, sendo 82 por reiterados crimes violentos, entre eles homicídio, roubo, extorsão, tráfico de drogas, porte ilegal de arma de fogo, sequestro/cárcere privado e estupro de vulnerável.



Além disso, 11 deles possuem dez ou mais registros criminais.a listagem com os nomes foi distribuída nas 19 regiões de Polícia Militar.



Drogas e dinheiro




Durante a operação, também foram apreendidos diversos materiais ilícitos. Na casa de um dos indivíduos foram encontradas 251 buchas de maconha, 68 pedras de crack, meia barra de maconha, uma balança de precisão e material para “dolagem” de drogas.



Veja Também