news:

Sul de Minas

Família pede ajuda para encontrar rapaz que surtou dentro de ônibus

Publicado por TV Minas em 19/06/2020 às 16h11

foto_principal.jpg

Ele foi deixado na rodovia de cidade sul-mineira e está desaparecido.

 

Fabrício de Assis Moreira Cruz, de 35 anos, está desaparecido desde o dia 10 de junho.Ele é de Itamarandiba (MG) e mora em São Paulo.

 

Fabrício sofreu um acidente em São Paulo e está com a perna esquerda fraturada, ele tem fixadores externos na perna (gaiola).

 

No dia 10 deste mês, ele estava voltando de Itamarandiba, onde estava passando uns dias com a família, para São Paulo, no ônibus da Viação Cometa, quando, em dado momento, Fabrício, que tem distúrbio, surtou dentro do coletivo.

 

O motorista do ônibus deixou Fabrício em um restaurante na BR-381, rodovia Fernão Dias, alegando ser pela segurança dos passageiros, e seguiu viagem.

 

Segundo relato de um atendente do restaurante que assistiu à cena, Fabrício ficou nervoso e gritou muito.

 

Ele foi deixado, segundo seus familiares, próximo a região de Lavras e Ribeirão Vermelho.

 

Os familiares pedem a ajuda das pessoas, que compartilhem esta notícia para que possa chegar ao maior número de pessoas possível.

 

Eles pedem também que caso alguém saiba do paradeiro do rapaz ou o viu, favor entrar em contado com a Polícia Militar de sua cidade através do telefone 190 e relatar sobre esta reportagem, para que a polícia possa fazer contato com a cidade de Itamarandiba.

Ele foi deixado na rodovia de cidade sul-mineira e está desaparecido.


 


Fabrício de Assis Moreira Cruz, de 35 anos, está desaparecido desde o dia 10 de junho.Ele é de Itamarandiba (MG) e mora em São Paulo.


 


Fabrício sofreu um acidente em São Paulo e está com a perna esquerda fraturada, ele tem fixadores externos na perna (gaiola).


 


No dia 10 deste mês, ele estava voltando de Itamarandiba, onde estava passando uns dias com a família, para São Paulo, no ônibus da Viação Cometa, quando, em dado momento, Fabrício, que tem distúrbio, surtou dentro do coletivo.


 


PATROCINADORES

O motorista do ônibus deixou Fabrício em um restaurante na BR-381, rodovia Fernão Dias, alegando ser pela segurança dos passageiros, e seguiu viagem.


 


Segundo relato de um atendente do restaurante que assistiu à cena, Fabrício ficou nervoso e gritou muito.


 


Ele foi deixado, segundo seus familiares, próximo a região de Lavras e Ribeirão Vermelho.


 


Os familiares pedem a ajuda das pessoas, que compartilhem esta notícia para que possa chegar ao maior número de pessoas possível.


 


Eles pedem também que caso alguém saiba do paradeiro do rapaz ou o viu, favor entrar em contado com a Polícia Militar de sua cidade através do telefone 190 e relatar sobre esta reportagem, para que a polícia possa fazer contato com a cidade de Itamarandiba.


Ele foi deixado na rodovia de cidade sul-mineira e está desaparecido.



Fabrício de Assis Moreira Cruz, de 35 anos, está desaparecido desde o dia 10 de junho.Ele é de Itamarandiba (MG) e mora em São Paulo.



Fabrício sofreu um acidente em São Paulo e está com a perna esquerda fraturada, ele tem fixadores externos na perna (gaiola).



PATROCINADORES

No dia 10 deste mês, ele estava voltando de Itamarandiba, onde estava passando uns dias com a família, para São Paulo, no ônibus da Viação Cometa, quando, em dado momento, Fabrício, que tem distúrbio, surtou dentro do coletivo.



O motorista do ônibus deixou Fabrício em um restaurante na BR-381, rodovia Fernão Dias, alegando ser pela segurança dos passageiros, e seguiu viagem.



PATROCINADORES

Segundo relato de um atendente do restaurante que assistiu à cena, Fabrício ficou nervoso e gritou muito.



Ele foi deixado, segundo seus familiares, próximo a região de Lavras e Ribeirão Vermelho.



Os familiares pedem a ajuda das pessoas, que compartilhem esta notícia para que possa chegar ao maior número de pessoas possível.



Eles pedem também que caso alguém saiba do paradeiro do rapaz ou o viu, favor entrar em contado com a Polícia Militar de sua cidade através do telefone 190 e relatar sobre esta reportagem, para que a polícia possa fazer contato com a cidade de Itamarandiba.



Veja Também