news:

Notícias

Manifestantes pró e contra Bolsonaro fazem atos em Brasília

Publicado por TV Minas em 21/06/2020 às 13h47

foto_principal.jpg

Cerca de 900 policiais militares fazem a segurança do local; governador do DF proibiu trânsito de veículos na Esplanada dos Ministérios.

 

Grupos a favor e contra o presidente Jair Bolsonaro realizam neste domingo, 21, dois atos em Brasília, na Esplanada dos Ministérios. De acordo com a Polícia Militar, cerca de 900 agentes fazem a segurança do local. Para evitar conflitos, o grupo bolsonarista poderá circular pela parte sul da Esplanada, enquanto os opositores ficarão na área norte.

 

Apoiadores de Bolsonaro se concentram desde a noite do sábado 20 em frente ao prédio do Supremo Tribunal Federal (STF). O grupo realiza o ato com bandeiras do Brasil e faixas de apoio ao governo federal. Até o momento, a manifestação é pacífica.

 

O grupo contrário, chamado “Todos pela Democracia”, iniciou a sua manifestação por volta das 9h deste domingo e protesta contra o racismo e o fascismo.

 

Por determinação do governador do Distrito Federal, Ibaneis Rocha (MDB), o trânsito de veículos está proibido na Esplanada dos Ministérios – apenas pedestres podem circular. Em nota, o Departamento de Trânsito de Brasília (Detran-DF) informou que o trânsito de veículos está interditado desde a altura da Rodoviária até a Praça dos Três Poderes.

 

Ibaneis já havia tomado uma decisão semelhante na última semana, quando proibiu a circulação no local por causa de ameaças feitas ao bispo Marcony Ferreira, da Catedral de Brasília, que desautorizou membros do grupo de extrema direita “300 do Brasil” a se instalarem na região.

 

Neste domingo, 21, a Polícia Civil do Distrito Federal cumpriu mandados de busca e apreensão em uma chácara que serve de ponto de apoio ao “300 do Brasil” e aos grupos “Patriotas” e “QG Rural”. Foram apreendidos fogos de artifício, um facão, celulares, faixas e cartazes e um cofre, que, segundo a corporação, ainda será aberto.

Cerca de 900 policiais militares fazem a segurança do local; governador do DF proibiu trânsito de veículos na Esplanada dos Ministérios.


 


Grupos a favor e contra o presidente Jair Bolsonaro realizam neste domingo, 21, dois atos em Brasília, na Esplanada dos Ministérios. De acordo com a Polícia Militar, cerca de 900 agentes fazem a segurança do local. Para evitar conflitos, o grupo bolsonarista poderá circular pela parte sul da Esplanada, enquanto os opositores ficarão na área norte.


 


Apoiadores de Bolsonaro se concentram desde a noite do sábado 20 em frente ao prédio do Supremo Tribunal Federal (STF). O grupo realiza o ato com bandeiras do Brasil e faixas de apoio ao governo federal. Até o momento, a manifestação é pacífica.


 


PATROCINADORES

O grupo contrário, chamado “Todos pela Democracia”, iniciou a sua manifestação por volta das 9h deste domingo e protesta contra o racismo e o fascismo.


 


Por determinação do governador do Distrito Federal, Ibaneis Rocha (MDB), o trânsito de veículos está proibido na Esplanada dos Ministérios – apenas pedestres podem circular. Em nota, o Departamento de Trânsito de Brasília (Detran-DF) informou que o trânsito de veículos está interditado desde a altura da Rodoviária até a Praça dos Três Poderes.


 


Ibaneis já havia tomado uma decisão semelhante na última semana, quando proibiu a circulação no local por causa de ameaças feitas ao bispo Marcony Ferreira, da Catedral de Brasília, que desautorizou membros do grupo de extrema direita “300 do Brasil” a se instalarem na região.


 


Neste domingo, 21, a Polícia Civil do Distrito Federal cumpriu mandados de busca e apreensão em uma chácara que serve de ponto de apoio ao “300 do Brasil” e aos grupos “Patriotas” e “QG Rural”. Foram apreendidos fogos de artifício, um facão, celulares, faixas e cartazes e um cofre, que, segundo a corporação, ainda será aberto.


Cerca de 900 policiais militares fazem a segurança do local; governador do DF proibiu trânsito de veículos na Esplanada dos Ministérios.



Grupos a favor e contra o presidente Jair Bolsonaro realizam neste domingo, 21, dois atos em Brasília, na Esplanada dos Ministérios. De acordo com a Polícia Militar, cerca de 900 agentes fazem a segurança do local. Para evitar conflitos, o grupo bolsonarista poderá circular pela parte sul da Esplanada, enquanto os opositores ficarão na área norte.



Apoiadores de Bolsonaro se concentram desde a noite do sábado 20 em frente ao prédio do Supremo Tribunal Federal (STF). O grupo realiza o ato com bandeiras do Brasil e faixas de apoio ao governo federal. Até o momento, a manifestação é pacífica.



PATROCINADORES

O grupo contrário, chamado “Todos pela Democracia”, iniciou a sua manifestação por volta das 9h deste domingo e protesta contra o racismo e o fascismo.



Por determinação do governador do Distrito Federal, Ibaneis Rocha (MDB), o trânsito de veículos está proibido na Esplanada dos Ministérios – apenas pedestres podem circular. Em nota, o Departamento de Trânsito de Brasília (Detran-DF) informou que o trânsito de veículos está interditado desde a altura da Rodoviária até a Praça dos Três Poderes.



Ibaneis já havia tomado uma decisão semelhante na última semana, quando proibiu a circulação no local por causa de ameaças feitas ao bispo Marcony Ferreira, da Catedral de Brasília, que desautorizou membros do grupo de extrema direita “300 do Brasil” a se instalarem na região.



Neste domingo, 21, a Polícia Civil do Distrito Federal cumpriu mandados de busca e apreensão em uma chácara que serve de ponto de apoio ao “300 do Brasil” e aos grupos “Patriotas” e “QG Rural”. Foram apreendidos fogos de artifício, um facão, celulares, faixas e cartazes e um cofre, que, segundo a corporação, ainda será aberto.



Veja Também