news:

Ciência & Tecnologia

Cometa que se aproxima da Terra é fotografado no céu do Líbano

Publicado por TV Minas em 07/07/2020 às 22h32

foto_principal.jpg

Descoberto no final de março, o cometa Neowise pode ser visto a olho nu durante o mês de julho, quando sua trajetória cruza com a Terra.

 

O cometa Neowise está visível a olho nu e foi fotografado enquanto passava pelo céu do Líbano, no começo desta semana. Na terça-feira (7), a agência espacial norte-americana (Nasa) escolheu um clique que mostra o C/2020 F3 como a Foto Astronômica do Dia.

 

Descoberto no final de março, o cometa pode ser visto durante quase todos os dias de julho, isso porque sua trajetória o deixa mais perto da Terra. Mas ele já passou por outros lugares e, na semana passada, o Neowise esteve bem perto do Sol ao viajar pela órbita de Mercúrio.

 

O "iceberg interplanetário", como descreveu a Nasa, resistiu ao aquecimento solar e está passando pela Terra antes de iniciar sua jornada para fora do Sistema Solar.

 

Os cometas são feitos de gás, gelo e poeira e se formam no disco rotativo de matéria (disco protoplanetário) que orbita em torno de uma estrela, e onde costuma surgir planetas, asteroides e outros corpos celestes.

 

 

Cometa Neowise é fotografado no céu do Líbano em julho de 2020.

 

 

Os registros mostram uma cauda e isso é um indicativo a presença de gases.

 

O Neowise é um dos poucos cometas do século XXI que podem ser vistos a olho nu, segundo a agência espacial. Por isso, já há registros de sua passagem em diferentes países do hemisfério norte.

 

Na segunda-feira (6) o cometa C/2020 F3 foi avistado no céu da Hungria. Ele deve se chegar ao ponto mais próximo da Terra em 23 de julho.

 

 

Cometa C/2020 F3 foi avistado no céu da Hungria na segunda.

 

 

Cometa C/2020 F3 foi avistado no céu da Hungria na segunda (6).

Descoberto no final de março, o cometa Neowise pode ser visto a olho nu durante o mês de julho, quando sua trajetória cruza com a Terra.


 


O cometa Neowise está visível a olho nu e foi fotografado enquanto passava pelo céu do Líbano, no começo desta semana. Na terça-feira (7), a agência espacial norte-americana (Nasa) escolheu um clique que mostra o C/2020 F3 como a Foto Astronômica do Dia.


 


Descoberto no final de março, o cometa pode ser visto durante quase todos os dias de julho, isso porque sua trajetória o deixa mais perto da Terra. Mas ele já passou por outros lugares e, na semana passada, o Neowise esteve bem perto do Sol ao viajar pela órbita de Mercúrio.


 


O "iceberg interplanetário", como descreveu a Nasa, resistiu ao aquecimento solar e está passando pela Terra antes de iniciar sua jornada para fora do Sistema Solar.


 


Os cometas são feitos de gás, gelo e poeira e se formam no disco rotativo de matéria (disco protoplanetário) que orbita em torno de uma estrela, e onde costuma surgir planetas, asteroides e outros corpos celestes.


 


 



Cometa Neowise é fotografado no céu do Líbano em julho de 2020.


 


PATROCINADORES

 


Os registros mostram uma cauda e isso é um indicativo a presença de gases.


 


O Neowise é um dos poucos cometas do século XXI que podem ser vistos a olho nu, segundo a agência espacial. Por isso, já há registros de sua passagem em diferentes países do hemisfério norte.


 


Na segunda-feira (6) o cometa C/2020 F3 foi avistado no céu da Hungria. Ele deve se chegar ao ponto mais próximo da Terra em 23 de julho.


 


 



Cometa C/2020 F3 foi avistado no céu da Hungria na segunda.


 


 



Cometa C/2020 F3 foi avistado no céu da Hungria na segunda (6).


Descoberto no final de março, o cometa Neowise pode ser visto a olho nu durante o mês de julho, quando sua trajetória cruza com a Terra.



O cometa Neowise está visível a olho nu e foi fotografado enquanto passava pelo céu do Líbano, no começo desta semana. Na terça-feira (7), a agência espacial norte-americana (Nasa) escolheu um clique que mostra o C/2020 F3 como a Foto Astronômica do Dia.



Descoberto no final de março, o cometa pode ser visto durante quase todos os dias de julho, isso porque sua trajetória o deixa mais perto da Terra. Mas ele já passou por outros lugares e, na semana passada, o Neowise esteve bem perto do Sol ao viajar pela órbita de Mercúrio.



O "iceberg interplanetário", como descreveu a Nasa, resistiu ao aquecimento solar e está passando pela Terra antes de iniciar sua jornada para fora do Sistema Solar.



Os cometas são feitos de gás, gelo e poeira e se formam no disco rotativo de matéria (disco protoplanetário) que orbita em torno de uma estrela, e onde costuma surgir planetas, asteroides e outros corpos celestes.



PATROCINADORES



Cometa Neowise é fotografado no céu do Líbano em julho de 2020.



Os registros mostram uma cauda e isso é um indicativo a presença de gases.



O Neowise é um dos poucos cometas do século XXI que podem ser vistos a olho nu, segundo a agência espacial. Por isso, já há registros de sua passagem em diferentes países do hemisfério norte.



PATROCINADORES

Na segunda-feira (6) o cometa C/2020 F3 foi avistado no céu da Hungria. Ele deve se chegar ao ponto mais próximo da Terra em 23 de julho.





Cometa C/2020 F3 foi avistado no céu da Hungria na segunda.





Cometa C/2020 F3 foi avistado no céu da Hungria na segunda (6).



Veja Também