news:

Esporte

Binotto acompanha a evolução de Mick Schumacher

Publicado por TV Minas em 25/07/2020 às 15h12

foto_principal.jpg

Após o anúncio de que Sebastian Vettel não estaria mais correndo pela Ferrari a partir de 2021, logo se soube que Carlos Sainz seria seu sucessor. O espanhol já tenta uma vaga em uma equipe de ponta há algum tempo.

 

Quando contratou Carlos Sainz, o chefe da equipe Mattia Binotto ‘fechou a porta’ para o piloto da Fórmula 2, Mick Schumacher, júnior da Ferrari. No entanto, Binotto não descarta que Schumacher vá para um outro time ligado à Ferrari: “Acredito que Mick esteja indo muito bem agora e também muito melhor que no ano passado”, disse Binotto à Autosport.

 

Apesar do bom desempenho do filho do lendário piloto Michael Schumacher, Binotto quer ser especialmente paciente com o jovem piloto no momento.

 

“Sempre fomos claros com relação à Mick, e seu desempenho nesta temporada será importante para ele chegar a uma vaga na F1, até acreditarmos que ele deu passos suficientes. Ele apenas precisa continuar nessa estrada”, acrescentou.

 

Patrocinador:

Após o anúncio de que Sebastian Vettel não estaria mais correndo pela Ferrari a partir de 2021, logo se soube que Carlos Sainz seria seu sucessor. O espanhol já tenta uma vaga em uma equipe de ponta há algum tempo.


 


Quando contratou Carlos Sainz, o chefe da equipe Mattia Binotto ‘fechou a porta’ para o piloto da Fórmula 2, Mick Schumacher, júnior da Ferrari. No entanto, Binotto não descarta que Schumacher vá para um outro time ligado à Ferrari: “Acredito que Mick esteja indo muito bem agora e também muito melhor que no ano passado”, disse Binotto à Autosport.


 


Apesar do bom desempenho do filho do lendário piloto Michael Schumacher, Binotto quer ser especialmente paciente com o jovem piloto no momento.


PATROCINADORES

 


“Sempre fomos claros com relação à Mick, e seu desempenho nesta temporada será importante para ele chegar a uma vaga na F1, até acreditarmos que ele deu passos suficientes. Ele apenas precisa continuar nessa estrada”, acrescentou.


 


Patrocinador:



Após o anúncio de que Sebastian Vettel não estaria mais correndo pela Ferrari a partir de 2021, logo se soube que Carlos Sainz seria seu sucessor. O espanhol já tenta uma vaga em uma equipe de ponta há algum tempo.



Quando contratou Carlos Sainz, o chefe da equipe Mattia Binotto ‘fechou a porta’ para o piloto da Fórmula 2, Mick Schumacher, júnior da Ferrari. No entanto, Binotto não descarta que Schumacher vá para um outro time ligado à Ferrari: “Acredito que Mick esteja indo muito bem agora e também muito melhor que no ano passado”, disse Binotto à Autosport.



Apesar do bom desempenho do filho do lendário piloto Michael Schumacher, Binotto quer ser especialmente paciente com o jovem piloto no momento.



PATROCINADORES

“Sempre fomos claros com relação à Mick, e seu desempenho nesta temporada será importante para ele chegar a uma vaga na F1, até acreditarmos que ele deu passos suficientes. Ele apenas precisa continuar nessa estrada”, acrescentou.



Patrocinador:





Veja Também