news:

Bem Estar

Indonésia condena pessoas anti-máscara a cavar covas para vítimas da covid-19

Publicado por TV Minas em 15/09/2020 às 17h35

foto_principal.jpg

70% dos moradores da província de Java Oriental não usavam máscara. Desrespeito ao protocolo de prevenção da COVID-19 no país gerou punição "exemplar".

 

Pessoas que se recusarem a usar máscaras em locais públicos durante a pandemia de coronavírus serão obrigadas a cavar covas para as vítimas da Covid-19 em Java Oriental, província da Indonésia.

 

Conforme publicado pelo jornal local Jakarta Post, pelo menos oito pessoas foram punidas dessa forma e, agora, reforçam o contingente de funcionários em cemitérios. 

 

“Há apenas três coveiros disponíveis no momento, então achei melhor colocar essas pessoas para trabalhar com eles”, disse o político local Suyono, à reportagem da imprensa local.

 

O texto ressalta que as pessoas não são forçadas a manipular os cadáveres, o que poderia contaminá-las, mas estão restritas a cavar as sepulturas.

 

A política foi implementada após uma pesquisa na região apontar que 70% dos moradores da província de Java Oriental não usavam máscara, apesar de uma lei nacional ter sido editada no início de abril.

 

A Indonésia tem hoje 225.030 casos registrados oficialmente de COVID-19 e 8.965 mortes provocadas pelo vírus, segundo a Johns Hopkins University, colocando-se em 21º no ranking mundial da doença.

70% dos moradores da província de Java Oriental não usavam máscara. Desrespeito ao protocolo de prevenção da COVID-19 no país gerou punição "exemplar".


 


Pessoas que se recusarem a usar máscaras em locais públicos durante a pandemia de coronavírus serão obrigadas a cavar covas para as vítimas da Covid-19 em Java Oriental, província da Indonésia.


 


Conforme publicado pelo jornal local Jakarta Post, pelo menos oito pessoas foram punidas dessa forma e, agora, reforçam o contingente de funcionários em cemitérios. 


 


PATROCINADORES

“Há apenas três coveiros disponíveis no momento, então achei melhor colocar essas pessoas para trabalhar com eles”, disse o político local Suyono, à reportagem da imprensa local.


 


O texto ressalta que as pessoas não são forçadas a manipular os cadáveres, o que poderia contaminá-las, mas estão restritas a cavar as sepulturas.


 


A política foi implementada após uma pesquisa na região apontar que 70% dos moradores da província de Java Oriental não usavam máscara, apesar de uma lei nacional ter sido editada no início de abril.


 


A Indonésia tem hoje 225.030 casos registrados oficialmente de COVID-19 e 8.965 mortes provocadas pelo vírus, segundo a Johns Hopkins University, colocando-se em 21º no ranking mundial da doença.


70% dos moradores da província de Java Oriental não usavam máscara. Desrespeito ao protocolo de prevenção da COVID-19 no país gerou punição "exemplar".



Pessoas que se recusarem a usar máscaras em locais públicos durante a pandemia de coronavírus serão obrigadas a cavar covas para as vítimas da Covid-19 em Java Oriental, província da Indonésia.



Conforme publicado pelo jornal local Jakarta Post, pelo menos oito pessoas foram punidas dessa forma e, agora, reforçam o contingente de funcionários em cemitérios. 



PATROCINADORES

“Há apenas três coveiros disponíveis no momento, então achei melhor colocar essas pessoas para trabalhar com eles”, disse o político local Suyono, à reportagem da imprensa local.



O texto ressalta que as pessoas não são forçadas a manipular os cadáveres, o que poderia contaminá-las, mas estão restritas a cavar as sepulturas.



A política foi implementada após uma pesquisa na região apontar que 70% dos moradores da província de Java Oriental não usavam máscara, apesar de uma lei nacional ter sido editada no início de abril.



A Indonésia tem hoje 225.030 casos registrados oficialmente de COVID-19 e 8.965 mortes provocadas pelo vírus, segundo a Johns Hopkins University, colocando-se em 21º no ranking mundial da doença.



Veja Também