news:

Entretenimento e Curiosidade

Plantas invadem prédios na China e forçam a saída de moradores dos imóveis

Publicado por TV Minas em 15/09/2020 às 17h49

foto_principal.jpg

Projeto arquitetônica tinha objetivo de criar uma floresta vertical em imóveis residenciais, mas crescimento desordenado deixou local inabitável e lotado de mosquitos.

 

Os prédios "vegetalizados" de um conjunto residencial no sudoeste da China, com plantas exuberantes nas varandas dos apartamentos, estão sendo cobertos com sua própria vegetação a ponto de os moradores abandonarem suas casas.


O complexo de oito edifícios experimentais foi construído em 2018 na grande cidade de Chengdu, capital da província de Sichuan. Na época, o projeto era descrito como "uma floresta vertical".

 

Os apartamentos desta área residencial, denominada "Jardim da Floresta Qiyi", têm varandas com vegetação abundante, dando aos edifícios a aparência de uma pequena selva.

 

De acordo com o site da incorporadora, os 826 apartamentos à venda foram vendidos muito rapidamente em abril de 2018.

 

Vídeos feitos no início de setembro mostram, porém, edifícios de aparência negligenciada, onde a vegetação parece ter invadido literalmente o local. Nas imagens, uma minifloresta se estende por muitas varandas e paredes externas.

 

 

Apartamentos com varandas cobertas por plantas em conjunto residencial em Chengdu, província de Sichuan, no sudoeste da China.

 

 

Alguns apartamentos parecem movimentados, com luz dentro, plantas bem cuidadas e móveis na varanda. Em muitos outros, essas áreas externas estão cobertos por vegetação abandonada.

 

Apenas cerca de dez famílias se mudaram para o bairro, de acordo com o jornal "Global Times".

 

A baixa taxa de ocupação se deve à presença de muitos mosquitos, que proliferam por causa da vegetação, disseram os moradores ao jornal.

 

 

Apartamentos com varandas cobertas por plantas em conjunto residencial em Chengdu, província de Sichuan, no sudoeste da China.

Projeto arquitetônica tinha objetivo de criar uma floresta vertical em imóveis residenciais, mas crescimento desordenado deixou local inabitável e lotado de mosquitos.


 


Os prédios "vegetalizados" de um conjunto residencial no sudoeste da China, com plantas exuberantes nas varandas dos apartamentos, estão sendo cobertos com sua própria vegetação a ponto de os moradores abandonarem suas casas.



O complexo de oito edifícios experimentais foi construído em 2018 na grande cidade de Chengdu, capital da província de Sichuan. Na época, o projeto era descrito como "uma floresta vertical".


 


Os apartamentos desta área residencial, denominada "Jardim da Floresta Qiyi", têm varandas com vegetação abundante, dando aos edifícios a aparência de uma pequena selva.


 


De acordo com o site da incorporadora, os 826 apartamentos à venda foram vendidos muito rapidamente em abril de 2018.


 


Vídeos feitos no início de setembro mostram, porém, edifícios de aparência negligenciada, onde a vegetação parece ter invadido literalmente o local. Nas imagens, uma minifloresta se estende por muitas varandas e paredes externas.


 


 


PATROCINADORES


Apartamentos com varandas cobertas por plantas em conjunto residencial em Chengdu, província de Sichuan, no sudoeste da China.


 


 


Alguns apartamentos parecem movimentados, com luz dentro, plantas bem cuidadas e móveis na varanda. Em muitos outros, essas áreas externas estão cobertos por vegetação abandonada.


 


Apenas cerca de dez famílias se mudaram para o bairro, de acordo com o jornal "Global Times".


 


A baixa taxa de ocupação se deve à presença de muitos mosquitos, que proliferam por causa da vegetação, disseram os moradores ao jornal.


 


 



Apartamentos com varandas cobertas por plantas em conjunto residencial em Chengdu, província de Sichuan, no sudoeste da China.


Projeto arquitetônica tinha objetivo de criar uma floresta vertical em imóveis residenciais, mas crescimento desordenado deixou local inabitável e lotado de mosquitos.



Os prédios "vegetalizados" de um conjunto residencial no sudoeste da China, com plantas exuberantes nas varandas dos apartamentos, estão sendo cobertos com sua própria vegetação a ponto de os moradores abandonarem suas casas.




O complexo de oito edifícios experimentais foi construído em 2018 na grande cidade de Chengdu, capital da província de Sichuan. Na época, o projeto era descrito como "uma floresta vertical".



Os apartamentos desta área residencial, denominada "Jardim da Floresta Qiyi", têm varandas com vegetação abundante, dando aos edifícios a aparência de uma pequena selva.



De acordo com o site da incorporadora, os 826 apartamentos à venda foram vendidos muito rapidamente em abril de 2018.



PATROCINADORES

Vídeos feitos no início de setembro mostram, porém, edifícios de aparência negligenciada, onde a vegetação parece ter invadido literalmente o local. Nas imagens, uma minifloresta se estende por muitas varandas e paredes externas.





Apartamentos com varandas cobertas por plantas em conjunto residencial em Chengdu, província de Sichuan, no sudoeste da China.



PATROCINADORES

Alguns apartamentos parecem movimentados, com luz dentro, plantas bem cuidadas e móveis na varanda. Em muitos outros, essas áreas externas estão cobertos por vegetação abandonada.



Apenas cerca de dez famílias se mudaram para o bairro, de acordo com o jornal "Global Times".



A baixa taxa de ocupação se deve à presença de muitos mosquitos, que proliferam por causa da vegetação, disseram os moradores ao jornal.





Apartamentos com varandas cobertas por plantas em conjunto residencial em Chengdu, província de Sichuan, no sudoeste da China.



Veja Também