news:

Bem Estar

Homem é retirado de voo após xingamento homofóbico

Publicado por TV Minas em 16/09/2020 às 20h12 - Atualizado às 17h13

foto_principal.jpg


"Viadinho de bosta", disse o passageiro que não gostou de ser acordado.

 

A Polícia Federal foi acionada na manhã desta terça-feira no Aeroporto de Guarulhos, em São Paulo, para retirar de um voo da companhia Latam um homem que agrediu verbalmente um comissário de bordo.

 

O funcionário exercia normalmente seu trabalho e solicitou ao passageiro que levantasse o encosto do assento para a decolagem. O homem, que estava dormindo, não gostou de ser ‘incomodado’ e reagiu com ofensas homofóbicas: “Viadinho de bosta”.

 

O comissário relatou o caso ao seu superior, que também foi xingado pelo passageiro: “Outro bosta”.

 

Pelo Twitter, a Latam se pronunciou sobre o caso e criticou a conduta do passageiro.

 

“Esclarecemos que foi solicitado o apoio da Polícia Federal para realizar o desembarque de um passageiro do voo LA3333 (São Paulo/Guarulhos – Fortaleza) da manhã de hoje (14) em função de comportamento indisciplinado.

 

Repudiamos veementemente qualquer tipo de ofensa e qualquer opinião que contrarie o respeito não reflete os valores e os princípios da empresa. Estamos à disposição”, declarou a empresa por meio de seu perfil oficial na rede social.


"Viadinho de bosta", disse o passageiro que não gostou de ser acordado.


 


A Polícia Federal foi acionada na manhã desta terça-feira no Aeroporto de Guarulhos, em São Paulo, para retirar de um voo da companhia Latam um homem que agrediu verbalmente um comissário de bordo.


 


O funcionário exercia normalmente seu trabalho e solicitou ao passageiro que levantasse o encosto do assento para a decolagem. O homem, que estava dormindo, não gostou de ser ‘incomodado’ e reagiu com ofensas homofóbicas: “Viadinho de bosta”.


 


PATROCINADORES

O comissário relatou o caso ao seu superior, que também foi xingado pelo passageiro: “Outro bosta”.


 


Pelo Twitter, a Latam se pronunciou sobre o caso e criticou a conduta do passageiro.


 


“Esclarecemos que foi solicitado o apoio da Polícia Federal para realizar o desembarque de um passageiro do voo LA3333 (São Paulo/Guarulhos – Fortaleza) da manhã de hoje (14) em função de comportamento indisciplinado.


 


Repudiamos veementemente qualquer tipo de ofensa e qualquer opinião que contrarie o respeito não reflete os valores e os princípios da empresa. Estamos à disposição”, declarou a empresa por meio de seu perfil oficial na rede social.



"Viadinho de bosta", disse o passageiro que não gostou de ser acordado.



A Polícia Federal foi acionada na manhã desta terça-feira no Aeroporto de Guarulhos, em São Paulo, para retirar de um voo da companhia Latam um homem que agrediu verbalmente um comissário de bordo.



O funcionário exercia normalmente seu trabalho e solicitou ao passageiro que levantasse o encosto do assento para a decolagem. O homem, que estava dormindo, não gostou de ser ‘incomodado’ e reagiu com ofensas homofóbicas: “Viadinho de bosta”.



PATROCINADORES

O comissário relatou o caso ao seu superior, que também foi xingado pelo passageiro: “Outro bosta”.



Pelo Twitter, a Latam se pronunciou sobre o caso e criticou a conduta do passageiro.



“Esclarecemos que foi solicitado o apoio da Polícia Federal para realizar o desembarque de um passageiro do voo LA3333 (São Paulo/Guarulhos – Fortaleza) da manhã de hoje (14) em função de comportamento indisciplinado.



Repudiamos veementemente qualquer tipo de ofensa e qualquer opinião que contrarie o respeito não reflete os valores e os princípios da empresa. Estamos à disposição”, declarou a empresa por meio de seu perfil oficial na rede social.



Veja Também