news:

Bem Estar

Criança deixa bilhete após cair de bicicleta e riscar carrro

Publicado por TV Minas em 19/09/2020 às 21h34

foto_principal.jpg

Menino pediu desculpas e deixou telefone do pai no bilhete. Dono do carro disse que só viu o risco na lataria por causa do recado do garoto.

 

Uma postagem com um pedido de desculpas por causa de um carro riscado viralizou na internet.

 

No bilhete, um garoto dizia que tinha se desequilibrado da bicicleta e batido no veículo. Ao final, a criança escreveu o telefone do pai para que pudesse pagar o conserto.

 

"Como ficar bravo com essa criança?" postou Marcelo Martins, dono do carro, nas redes sociais. A foto, de domingo (13), teve mais de 350 mil curtidas e 35 mil compartilhamentos.

 

O autor do bilhete é Benício, de 7 anos. Ele andava de bicicleta com o pai na rua quando se desequilibrou e bateu com o guidão no carro.

 

Segundo o pai do menino, Marcel Weiss Hoffmann, o garoto não sossegou enquanto não encontrou uma solução para o estrago no carro.

 

"Ele ficou muito incomodado, ficou perguntando se ia custar caro. Ele até juntou um trocadinho dele e ficou se lamentando que o dinheirinho dele não ia dar para pagar", lembrou o pai.

 

O dono do carro, no entanto, afirmou que nem notou o risco na lataria quando viu o bilhete.

 

"Eu procurei de todos os lados, meu carro estava meio sujo e nem reparei. Se não fosse o bilhete eu nem tinha notado", afirmou o dono do carro.

 

O próprio Benício afirmou que o objetivo dele era consertar o que tinha causado. "Causar o problema e deixar o problema não é bom", completou o garoto.

 

 

Benício, de 7 anos, deixou um bilhete após riscar carro sem querer, em Curitiba.

Menino pediu desculpas e deixou telefone do pai no bilhete. Dono do carro disse que só viu o risco na lataria por causa do recado do garoto.


 


Uma postagem com um pedido de desculpas por causa de um carro riscado viralizou na internet.


 


No bilhete, um garoto dizia que tinha se desequilibrado da bicicleta e batido no veículo. Ao final, a criança escreveu o telefone do pai para que pudesse pagar o conserto.


 


"Como ficar bravo com essa criança?" postou Marcelo Martins, dono do carro, nas redes sociais. A foto, de domingo (13), teve mais de 350 mil curtidas e 35 mil compartilhamentos.


 


O autor do bilhete é Benício, de 7 anos. Ele andava de bicicleta com o pai na rua quando se desequilibrou e bateu com o guidão no carro.


 


Segundo o pai do menino, Marcel Weiss Hoffmann, o garoto não sossegou enquanto não encontrou uma solução para o estrago no carro.


PATROCINADORES

 


"Ele ficou muito incomodado, ficou perguntando se ia custar caro. Ele até juntou um trocadinho dele e ficou se lamentando que o dinheirinho dele não ia dar para pagar", lembrou o pai.


 


O dono do carro, no entanto, afirmou que nem notou o risco na lataria quando viu o bilhete.


 


"Eu procurei de todos os lados, meu carro estava meio sujo e nem reparei. Se não fosse o bilhete eu nem tinha notado", afirmou o dono do carro.


 


O próprio Benício afirmou que o objetivo dele era consertar o que tinha causado. "Causar o problema e deixar o problema não é bom", completou o garoto.


 


 



Benício, de 7 anos, deixou um bilhete após riscar carro sem querer, em Curitiba.


Menino pediu desculpas e deixou telefone do pai no bilhete. Dono do carro disse que só viu o risco na lataria por causa do recado do garoto.



Uma postagem com um pedido de desculpas por causa de um carro riscado viralizou na internet.



No bilhete, um garoto dizia que tinha se desequilibrado da bicicleta e batido no veículo. Ao final, a criança escreveu o telefone do pai para que pudesse pagar o conserto.



"Como ficar bravo com essa criança?" postou Marcelo Martins, dono do carro, nas redes sociais. A foto, de domingo (13), teve mais de 350 mil curtidas e 35 mil compartilhamentos.



PATROCINADORES

O autor do bilhete é Benício, de 7 anos. Ele andava de bicicleta com o pai na rua quando se desequilibrou e bateu com o guidão no carro.



Segundo o pai do menino, Marcel Weiss Hoffmann, o garoto não sossegou enquanto não encontrou uma solução para o estrago no carro.



"Ele ficou muito incomodado, ficou perguntando se ia custar caro. Ele até juntou um trocadinho dele e ficou se lamentando que o dinheirinho dele não ia dar para pagar", lembrou o pai.



PATROCINADORES

O dono do carro, no entanto, afirmou que nem notou o risco na lataria quando viu o bilhete.



"Eu procurei de todos os lados, meu carro estava meio sujo e nem reparei. Se não fosse o bilhete eu nem tinha notado", afirmou o dono do carro.



O próprio Benício afirmou que o objetivo dele era consertar o que tinha causado. "Causar o problema e deixar o problema não é bom", completou o garoto.





Benício, de 7 anos, deixou um bilhete após riscar carro sem querer, em Curitiba.



Veja Também