news:

Notícias

Bebê é internado em estado grave após mãe cheirar loló e cair sobre ele

Publicado por TV Minas em 20/09/2020 às 16h07

foto_principal.jpeg

Os militares encontraram a mãe assentada em um sofá, "apresentando estar tonta, grogue e com a voz embolada".

 

Um bebê de 11 meses está internado em estado grave, desde sábado (19), no Hospital de Pronto-Socorro João XXIII, no bairro Santa Efigênia, na Região Centro-Sul de Belo Horizonte, com um ferimento na cabeça, informou a Polícia Militar (PM).

 

De acordo com boletim de ocorrência da PM, a mãe dele, Caroline Vila Nova Pereira, de 25 anos, disse que estava cheirando loló quando caiu em cima do filho.

 

O fato aconteceu no bairro Céu Azul, na Região de Venda Nova, na capital mineira.

 

A PM chegou até a casa da família e encontrou a criança com o pai, Dionata Henrique da Silva Couto, de 31, com o neném inconsciente e um ferimento na cabeça. Ele contou à PM que a mãe caiu com o filho.

 

A criança foi levada para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) Justinópolis, em Ribeirão das Neves, na Grande BH, onde foi atendida e entubada e, depois, transferida para o João XXIII.

 

Ao voltarem à residência da tia de Caroline, onde o incidente ocorreu, os militares encontraram a mãe assentada em um sofá, "apresentando estar tonta, grogue e com a voz embolada".

 

Ela contou aos policiais que cheirava loló, ficou tonta e caiu em cima da criança. O marido disse à PM que deu calmante com suco de maracujá à mulher.

 

Como ela não estava no estado normal, foi levada pelos PMs à UPA Venda Nova, onde foi medicada.

Depois o casal foi encaminhado à Central de Flagrantes (Ceflan) 4.

 

O Hospital João XXIII não comenta sobre o estado de saúde dos pacientes.

 

Em nota, a Polícia Civil recebeu a ocorrência na Delegacia de Plantão, da Região Noroeste, e instaurou procedimento para apurar os fatos.

 

A investigação segue a cargo da Delegacia Especializada de Proteção à Criança e ao Adolescente (Depca).

Os militares encontraram a mãe assentada em um sofá, "apresentando estar tonta, grogue e com a voz embolada".


 


Um bebê de 11 meses está internado em estado grave, desde sábado (19), no Hospital de Pronto-Socorro João XXIII, no bairro Santa Efigênia, na Região Centro-Sul de Belo Horizonte, com um ferimento na cabeça, informou a Polícia Militar (PM).


 


De acordo com boletim de ocorrência da PM, a mãe dele, Caroline Vila Nova Pereira, de 25 anos, disse que estava cheirando loló quando caiu em cima do filho.


 


O fato aconteceu no bairro Céu Azul, na Região de Venda Nova, na capital mineira.


 


A PM chegou até a casa da família e encontrou a criança com o pai, Dionata Henrique da Silva Couto, de 31, com o neném inconsciente e um ferimento na cabeça. Ele contou à PM que a mãe caiu com o filho.


 


A criança foi levada para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) Justinópolis, em Ribeirão das Neves, na Grande BH, onde foi atendida e entubada e, depois, transferida para o João XXIII.


 


PATROCINADORES

Ao voltarem à residência da tia de Caroline, onde o incidente ocorreu, os militares encontraram a mãe assentada em um sofá, "apresentando estar tonta, grogue e com a voz embolada".


 


Ela contou aos policiais que cheirava loló, ficou tonta e caiu em cima da criança. O marido disse à PM que deu calmante com suco de maracujá à mulher.


 


Como ela não estava no estado normal, foi levada pelos PMs à UPA Venda Nova, onde foi medicada.


Depois o casal foi encaminhado à Central de Flagrantes (Ceflan) 4.


 


O Hospital João XXIII não comenta sobre o estado de saúde dos pacientes.


 


Em nota, a Polícia Civil recebeu a ocorrência na Delegacia de Plantão, da Região Noroeste, e instaurou procedimento para apurar os fatos.


 


A investigação segue a cargo da Delegacia Especializada de Proteção à Criança e ao Adolescente (Depca).


Os militares encontraram a mãe assentada em um sofá, "apresentando estar tonta, grogue e com a voz embolada".



Um bebê de 11 meses está internado em estado grave, desde sábado (19), no Hospital de Pronto-Socorro João XXIII, no bairro Santa Efigênia, na Região Centro-Sul de Belo Horizonte, com um ferimento na cabeça, informou a Polícia Militar (PM).



De acordo com boletim de ocorrência da PM, a mãe dele, Caroline Vila Nova Pereira, de 25 anos, disse que estava cheirando loló quando caiu em cima do filho.



O fato aconteceu no bairro Céu Azul, na Região de Venda Nova, na capital mineira.



PATROCINADORES

A PM chegou até a casa da família e encontrou a criança com o pai, Dionata Henrique da Silva Couto, de 31, com o neném inconsciente e um ferimento na cabeça. Ele contou à PM que a mãe caiu com o filho.



A criança foi levada para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) Justinópolis, em Ribeirão das Neves, na Grande BH, onde foi atendida e entubada e, depois, transferida para o João XXIII.



Ao voltarem à residência da tia de Caroline, onde o incidente ocorreu, os militares encontraram a mãe assentada em um sofá, "apresentando estar tonta, grogue e com a voz embolada".



Ela contou aos policiais que cheirava loló, ficou tonta e caiu em cima da criança. O marido disse à PM que deu calmante com suco de maracujá à mulher.



PATROCINADORES

Como ela não estava no estado normal, foi levada pelos PMs à UPA Venda Nova, onde foi medicada.



Depois o casal foi encaminhado à Central de Flagrantes (Ceflan) 4.



O Hospital João XXIII não comenta sobre o estado de saúde dos pacientes.



Em nota, a Polícia Civil recebeu a ocorrência na Delegacia de Plantão, da Região Noroeste, e instaurou procedimento para apurar os fatos.



A investigação segue a cargo da Delegacia Especializada de Proteção à Criança e ao Adolescente (Depca).



Veja Também