news:

Sul de Minas

Charreteiro foi preso no Sul de Minas acusado de maltratar burro

Publicado por TV Minas em 22/09/2020 às 00h28 - Atualizado em 21/09/2020 às 21h28

foto_principal.jpg

O animal entregue a guarda da Associação Protetora dos Animais de Bom Sucesso.

 

A Polícia Militar foi acionada na manhã dessa segunda-feira, dia 21, na avenida Prefeito Mendes Castanheira, em Bom Sucesso, Sul de Minas, para atender uma ocorrência de maus-tratos contra animal. Quando os policiais chegaram, constataram que se tratava de um burro que era forçado carregar uma carga de vergalhões para construção. 

 

Uma testemunha contou à polícia que o homem, além de sobrecarregar o animal com peso, ainda agredia o burro com uma vara que na ponta tinha um ferrão. O acusado, por sua vez, reagiu informando que a carga transportada já seria costumeira, negando que o animal estivesse sendo agredido.

 

O homem de 46 anos foi preso pelo crime de maus-tratos contra animais. Ele foi arrolado na ocorrência e assumiu o compromisso de comparecer em juízo onde responderá pelos seus atos. A Associação Protetora dos Animais de Bom Sucesso foi acionada e já no local ficou responsável pela condução e guarda do animal.

 

De acordo com a lei brasileira, praticar ato de abuso, maus-tratos, ferir ou mutilar animais silvestres, domésticos ou domesticados, nativos ou exóticos, o responsável poderá ser punido com detenção, de três meses a um ano, e multa. 

 

Se você souber ou flagrar alguém maltratando ou prendendo algum animal, denuncie para a polícia através do telefone 190, sua denúncia poderá ser anônima.

O animal entregue a guarda da Associação Protetora dos Animais de Bom Sucesso.


 


A Polícia Militar foi acionada na manhã dessa segunda-feira, dia 21, na avenida Prefeito Mendes Castanheira, em Bom Sucesso, Sul de Minas, para atender uma ocorrência de maus-tratos contra animal. Quando os policiais chegaram, constataram que se tratava de um burro que era forçado carregar uma carga de vergalhões para construção. 


 


Uma testemunha contou à polícia que o homem, além de sobrecarregar o animal com peso, ainda agredia o burro com uma vara que na ponta tinha um ferrão. O acusado, por sua vez, reagiu informando que a carga transportada já seria costumeira, negando que o animal estivesse sendo agredido.


PATROCINADORES

 


O homem de 46 anos foi preso pelo crime de maus-tratos contra animais. Ele foi arrolado na ocorrência e assumiu o compromisso de comparecer em juízo onde responderá pelos seus atos. A Associação Protetora dos Animais de Bom Sucesso foi acionada e já no local ficou responsável pela condução e guarda do animal.


 


De acordo com a lei brasileira, praticar ato de abuso, maus-tratos, ferir ou mutilar animais silvestres, domésticos ou domesticados, nativos ou exóticos, o responsável poderá ser punido com detenção, de três meses a um ano, e multa. 


 


Se você souber ou flagrar alguém maltratando ou prendendo algum animal, denuncie para a polícia através do telefone 190, sua denúncia poderá ser anônima.


O animal entregue a guarda da Associação Protetora dos Animais de Bom Sucesso.



A Polícia Militar foi acionada na manhã dessa segunda-feira, dia 21, na avenida Prefeito Mendes Castanheira, em Bom Sucesso, Sul de Minas, para atender uma ocorrência de maus-tratos contra animal. Quando os policiais chegaram, constataram que se tratava de um burro que era forçado carregar uma carga de vergalhões para construção. 



Uma testemunha contou à polícia que o homem, além de sobrecarregar o animal com peso, ainda agredia o burro com uma vara que na ponta tinha um ferrão. O acusado, por sua vez, reagiu informando que a carga transportada já seria costumeira, negando que o animal estivesse sendo agredido.



PATROCINADORES

O homem de 46 anos foi preso pelo crime de maus-tratos contra animais. Ele foi arrolado na ocorrência e assumiu o compromisso de comparecer em juízo onde responderá pelos seus atos. A Associação Protetora dos Animais de Bom Sucesso foi acionada e já no local ficou responsável pela condução e guarda do animal.



De acordo com a lei brasileira, praticar ato de abuso, maus-tratos, ferir ou mutilar animais silvestres, domésticos ou domesticados, nativos ou exóticos, o responsável poderá ser punido com detenção, de três meses a um ano, e multa. 



Se você souber ou flagrar alguém maltratando ou prendendo algum animal, denuncie para a polícia através do telefone 190, sua denúncia poderá ser anônima.



Veja Também