news:

Esporte

Felipão retorna ao Cruzeiro e assina com o clube até o fim de 2022

Publicado por TV Minas em 16/10/2020 às 01h16

foto_principal.jpg

Confirmação aconteceu após reunião nesta quinta-feira.

 

O Cruzeiro tem um novo treinador. Após reunião em Porto Alegre, que envolveu o presidente Sérgio Santos Rodrigues, o diretor técnico Deivid e o consultor José Carlos Brunoro, o clube celeste fechou a contratação de Luiz Felipe Scolari até o fim de 2022. A informação foi divulgada inicialmente para os sócios da categoria Diamante e depois publicada pelo Cruzeiro em suas redes sociais. 

 

Em busca de um treinador após recusas seguidas, a diretoria do Cruzeiro pediu o encontro com Felipão e foi ouvir as exigências do treinador. Os cartolas celestes deram uma cartada decisiva e o negócio foi fechado, com Felipão aceitando o projeto de reconstrução do Cruzeiro, que também envolve o Centenário. 

 

Felipão reencontra o Cruzeiiro após quase duas décadas. Em 2000 e 2001, o comandante esteve na Toca da Raposa e levou a Raposa ao título da Copa Sul-Minas. Saiu para assumir a seleção brasileira, sendo o técnico do pentacampeonato mundial. 

 

Felipão é dono de um extenso currículo. Foram 27 taças conquistadas, com destaque para a Copa do Mundo (2020), Copa das Confederações (2013) Copa Libertadores (1995 e 1999), Recopa Sul-Americana (1996), Campeonato Brasileiro (1996 e 2018), Copa do Brasil (1991, 1994 e 2012), Liga Chinesa (2015, 2016 e 2017) e Liga Uzbeque (2009).

 

O último trabalho de Felipão foi no Palmeiras. Ele acabou deixando o clube no ano passado, quando foi demitido em setembro. Em 2018 e 2019, Scolari comandou o clube paulista em 77 jogos, com 46 vitórias, 21 empates e 10 derrotas. No total, são 485 jogos pelo clube palmeirense, com 238 vitórias, 132 empates e 115 derrotas.

Confirmação aconteceu após reunião nesta quinta-feira.


 


O Cruzeiro tem um novo treinador. Após reunião em Porto Alegre, que envolveu o presidente Sérgio Santos Rodrigues, o diretor técnico Deivid e o consultor José Carlos Brunoro, o clube celeste fechou a contratação de Luiz Felipe Scolari até o fim de 2022. A informação foi divulgada inicialmente para os sócios da categoria Diamante e depois publicada pelo Cruzeiro em suas redes sociais. 


 


Em busca de um treinador após recusas seguidas, a diretoria do Cruzeiro pediu o encontro com Felipão e foi ouvir as exigências do treinador. Os cartolas celestes deram uma cartada decisiva e o negócio foi fechado, com Felipão aceitando o projeto de reconstrução do Cruzeiro, que também envolve o Centenário. 


PATROCINADORES

 


Felipão reencontra o Cruzeiiro após quase duas décadas. Em 2000 e 2001, o comandante esteve na Toca da Raposa e levou a Raposa ao título da Copa Sul-Minas. Saiu para assumir a seleção brasileira, sendo o técnico do pentacampeonato mundial. 


 


Felipão é dono de um extenso currículo. Foram 27 taças conquistadas, com destaque para a Copa do Mundo (2020), Copa das Confederações (2013) Copa Libertadores (1995 e 1999), Recopa Sul-Americana (1996), Campeonato Brasileiro (1996 e 2018), Copa do Brasil (1991, 1994 e 2012), Liga Chinesa (2015, 2016 e 2017) e Liga Uzbeque (2009).


 


O último trabalho de Felipão foi no Palmeiras. Ele acabou deixando o clube no ano passado, quando foi demitido em setembro. Em 2018 e 2019, Scolari comandou o clube paulista em 77 jogos, com 46 vitórias, 21 empates e 10 derrotas. No total, são 485 jogos pelo clube palmeirense, com 238 vitórias, 132 empates e 115 derrotas.


Confirmação aconteceu após reunião nesta quinta-feira.



O Cruzeiro tem um novo treinador. Após reunião em Porto Alegre, que envolveu o presidente Sérgio Santos Rodrigues, o diretor técnico Deivid e o consultor José Carlos Brunoro, o clube celeste fechou a contratação de Luiz Felipe Scolari até o fim de 2022. A informação foi divulgada inicialmente para os sócios da categoria Diamante e depois publicada pelo Cruzeiro em suas redes sociais. 



Em busca de um treinador após recusas seguidas, a diretoria do Cruzeiro pediu o encontro com Felipão e foi ouvir as exigências do treinador. Os cartolas celestes deram uma cartada decisiva e o negócio foi fechado, com Felipão aceitando o projeto de reconstrução do Cruzeiro, que também envolve o Centenário. 



PATROCINADORES

Felipão reencontra o Cruzeiiro após quase duas décadas. Em 2000 e 2001, o comandante esteve na Toca da Raposa e levou a Raposa ao título da Copa Sul-Minas. Saiu para assumir a seleção brasileira, sendo o técnico do pentacampeonato mundial. 



Felipão é dono de um extenso currículo. Foram 27 taças conquistadas, com destaque para a Copa do Mundo (2020), Copa das Confederações (2013) Copa Libertadores (1995 e 1999), Recopa Sul-Americana (1996), Campeonato Brasileiro (1996 e 2018), Copa do Brasil (1991, 1994 e 2012), Liga Chinesa (2015, 2016 e 2017) e Liga Uzbeque (2009).



O último trabalho de Felipão foi no Palmeiras. Ele acabou deixando o clube no ano passado, quando foi demitido em setembro. Em 2018 e 2019, Scolari comandou o clube paulista em 77 jogos, com 46 vitórias, 21 empates e 10 derrotas. No total, são 485 jogos pelo clube palmeirense, com 238 vitórias, 132 empates e 115 derrotas.



Veja Também