news:

Sul de Minas

Mulher é agredida pelo marido, infarta e morre em cidade sul-mineira

Publicado por TV Minas em 16/10/2020 às 17h30

foto_principal.jpg

O filho da vítima, menor de idade, contou aos policiais que estava na casa da vizinha, quando ouviu a mãe gritar por socorro.

 

Uma mulher de 55 anos morreu após ser agredida pelo companheiro e sofrer uma parada cardiorrespiratória.

 

Agressão aconteceu na noite de quinta-feira, 15, no Bairro Vila Cruz, em Poços de Caldas.

 

De acordo com a Polícia Militar, policiais foram acionados a comparecer à Rua Honório Dias, onde o SAMU prestava atendimento à vítima, Maria do Carmo Teixeira, que teria entrado em parada cardiorrespiratória após ser agredida por seu companheiro, um homem de 56 anos.

 

A mulher foi socorrida e encaminhada para a UPA, mas não resistiu e veio a óbito. Ainda segundo a PM,  Maria do Carmo não apresentava lesões aparentes em decorrência da agressão.

 

O filho da vítima, menor de idade, disse à equipe policial que estava na casa de uma vizinha e ouviu o momento em que a mãe gritava por socorro, pois estava sendo agredida pelo companheiro.

 

O autor estava no local e negou ter agredido a vítima. Ele foi encaminhado à Delegacia de Polícia Civil para prestar esclarecimentos.

O filho da vítima, menor de idade, contou aos policiais que estava na casa da vizinha, quando ouviu a mãe gritar por socorro.


 


Uma mulher de 55 anos morreu após ser agredida pelo companheiro e sofrer uma parada cardiorrespiratória.


 


Agressão aconteceu na noite de quinta-feira, 15, no Bairro Vila Cruz, em Poços de Caldas.


 


PATROCINADORES

De acordo com a Polícia Militar, policiais foram acionados a comparecer à Rua Honório Dias, onde o SAMU prestava atendimento à vítima, Maria do Carmo Teixeira, que teria entrado em parada cardiorrespiratória após ser agredida por seu companheiro, um homem de 56 anos.


 


A mulher foi socorrida e encaminhada para a UPA, mas não resistiu e veio a óbito. Ainda segundo a PM,  Maria do Carmo não apresentava lesões aparentes em decorrência da agressão.


 


O filho da vítima, menor de idade, disse à equipe policial que estava na casa de uma vizinha e ouviu o momento em que a mãe gritava por socorro, pois estava sendo agredida pelo companheiro.


 


O autor estava no local e negou ter agredido a vítima. Ele foi encaminhado à Delegacia de Polícia Civil para prestar esclarecimentos.


O filho da vítima, menor de idade, contou aos policiais que estava na casa da vizinha, quando ouviu a mãe gritar por socorro.



Uma mulher de 55 anos morreu após ser agredida pelo companheiro e sofrer uma parada cardiorrespiratória.



Agressão aconteceu na noite de quinta-feira, 15, no Bairro Vila Cruz, em Poços de Caldas.



PATROCINADORES

De acordo com a Polícia Militar, policiais foram acionados a comparecer à Rua Honório Dias, onde o SAMU prestava atendimento à vítima, Maria do Carmo Teixeira, que teria entrado em parada cardiorrespiratória após ser agredida por seu companheiro, um homem de 56 anos.



A mulher foi socorrida e encaminhada para a UPA, mas não resistiu e veio a óbito. Ainda segundo a PM,  Maria do Carmo não apresentava lesões aparentes em decorrência da agressão.



O filho da vítima, menor de idade, disse à equipe policial que estava na casa de uma vizinha e ouviu o momento em que a mãe gritava por socorro, pois estava sendo agredida pelo companheiro.



O autor estava no local e negou ter agredido a vítima. Ele foi encaminhado à Delegacia de Polícia Civil para prestar esclarecimentos.



Veja Também