news:

Sul de Minas

Hidrelétrica do Funil, no Sul de Minas, fará simulado de rompimento de barragem

Publicado por TV Minas em 25/10/2020 às 01h12

foto_principal.jpg

Desta vez não terá a participação popular, como no ano passado, devido a pandemia do novo coronavírus.

 

No final deste mês, nos dias 28 e 29, quarta e quinta-feira, respectivamente, o sistema de sirenes da hidrelétrica do Funil vai soar no período diurno, na manhã ou à tarde. As sirenes serão testadas individualmente e no dia 30, sexta-feira, todas as sirenes serão acionadas ao mesmo tempo. O teste é preventivo, que deverá se tornar rotineiro, para garantir a segurança dos moradores de Ribeirão Vermelho e Lavras, no Sul de Minas.

 

A rotina será realizada pela hidrelétrica em parceira com a Defesa Civil e os governos dos municípios de Lavras e Ribeirão Vermelho. Os alarmes estão entre os principais itens de segurança para alertar a população caso ocorra um rompimento da barragem da represa da hidrelétrica.

 

Diferente do simulado organizado pelo consórcio da Usina do Funil, que fica localizada entre os municípios de Lavras e Perdões, que foi realizado no dia 26 de outubro do ano passado, quando toda a população participou, seguindo as rotas de fuga, que estão sinalizadas em Ribeirão Vermelho e no município de Lavras, desta vez não terá a participação popular, isso para evitar acúmulo de pessoas devido a pandemia.

 

O preparatório do simulado teve início em 2017 em cumprimento à lei federal 12.334 de 2010, que estabelece a Política Nacional de Segurança de Barragens e a resolução normativa nº 696 da Aneel (Agência Nacional de Energia Elétrica, que classificou as usinas hidrelétricas do Brasil para apresentarem o PAE (Plano de Ação de Emergência) aos municípios de sua responsabilidade.

Desta vez não terá a participação popular, como no ano passado, devido a pandemia do novo coronavírus.


 


No final deste mês, nos dias 28 e 29, quarta e quinta-feira, respectivamente, o sistema de sirenes da hidrelétrica do Funil vai soar no período diurno, na manhã ou à tarde. As sirenes serão testadas individualmente e no dia 30, sexta-feira, todas as sirenes serão acionadas ao mesmo tempo. O teste é preventivo, que deverá se tornar rotineiro, para garantir a segurança dos moradores de Ribeirão Vermelho e Lavras, no Sul de Minas.


 


PATROCINADORES

A rotina será realizada pela hidrelétrica em parceira com a Defesa Civil e os governos dos municípios de Lavras e Ribeirão Vermelho. Os alarmes estão entre os principais itens de segurança para alertar a população caso ocorra um rompimento da barragem da represa da hidrelétrica.


 


Diferente do simulado organizado pelo consórcio da Usina do Funil, que fica localizada entre os municípios de Lavras e Perdões, que foi realizado no dia 26 de outubro do ano passado, quando toda a população participou, seguindo as rotas de fuga, que estão sinalizadas em Ribeirão Vermelho e no município de Lavras, desta vez não terá a participação popular, isso para evitar acúmulo de pessoas devido a pandemia.


 


O preparatório do simulado teve início em 2017 em cumprimento à lei federal 12.334 de 2010, que estabelece a Política Nacional de Segurança de Barragens e a resolução normativa nº 696 da Aneel (Agência Nacional de Energia Elétrica, que classificou as usinas hidrelétricas do Brasil para apresentarem o PAE (Plano de Ação de Emergência) aos municípios de sua responsabilidade.


Desta vez não terá a participação popular, como no ano passado, devido a pandemia do novo coronavírus.



No final deste mês, nos dias 28 e 29, quarta e quinta-feira, respectivamente, o sistema de sirenes da hidrelétrica do Funil vai soar no período diurno, na manhã ou à tarde. As sirenes serão testadas individualmente e no dia 30, sexta-feira, todas as sirenes serão acionadas ao mesmo tempo. O teste é preventivo, que deverá se tornar rotineiro, para garantir a segurança dos moradores de Ribeirão Vermelho e Lavras, no Sul de Minas.



A rotina será realizada pela hidrelétrica em parceira com a Defesa Civil e os governos dos municípios de Lavras e Ribeirão Vermelho. Os alarmes estão entre os principais itens de segurança para alertar a população caso ocorra um rompimento da barragem da represa da hidrelétrica.



PATROCINADORES

Diferente do simulado organizado pelo consórcio da Usina do Funil, que fica localizada entre os municípios de Lavras e Perdões, que foi realizado no dia 26 de outubro do ano passado, quando toda a população participou, seguindo as rotas de fuga, que estão sinalizadas em Ribeirão Vermelho e no município de Lavras, desta vez não terá a participação popular, isso para evitar acúmulo de pessoas devido a pandemia.



O preparatório do simulado teve início em 2017 em cumprimento à lei federal 12.334 de 2010, que estabelece a Política Nacional de Segurança de Barragens e a resolução normativa nº 696 da Aneel (Agência Nacional de Energia Elétrica, que classificou as usinas hidrelétricas do Brasil para apresentarem o PAE (Plano de Ação de Emergência) aos municípios de sua responsabilidade.



Veja Também