news:

Esporte

Schumacher acompanha jornada do filho Mick rumo à Fórmula 1, revela Jean Todt

Publicado por TV Minas em 20/11/2020 às 14h32

foto_principal.jpg

Jean Todt tem constantemente visitado heptacampeão mundial, que sofreu grave acidente de esqui no fim de 2013 e tem estado de saúde escondido pela família; filho deve estrear em 2021.

 

Presidente da Federação Internacional de Automobilismo (FIA), Jean Todt revelou que o heptacampeão Michael Schumacher tem acompanhado os progressos do filho Mick rumo à Fórmula 1 - o jovem de 21 anos deve estrear em 2021 pela Haas. Após sofrer lesões cerebrais num acidente de esqui em dezembro de 2013, Schumi tem seu estado de saúde escondido pela família, mas Todt, grande amigo do alemão desde os tempos em que dirigia a Ferrari, tem visitado regularmente o ex-piloto.

 

"É claro que ele o está seguindo. Mick provavelmente vai correr na Fórmula 1 no próximo ano, o que será um grande desafio. Teríamos o maior prazer em ter um novo Schumacher ao mais alto nível do automobilismo - disse o presidente da FIA à TV francesa RTL".

 

Sobre o estado de Schumacher, como de costume Todt deu uma declaração vaga, apenas destacando que o heptacampeão está bem amparado em sua casa na Suíça:

 

"Esta é uma questão sobre a qual serei extremamente reservado. Vejo Michael com muita frequência, uma ou duas vezes por mês. Minha resposta é a mesma o tempo todo - ele luta. Só podemos desejar para ele e sua família que as coisas melhorem. Ele é muito bem cuidado e está em um lugar muito confortável".

 

Com 91 vitórias e sete títulos mundiais, Michael Schumacher foi recordista absoluto da história da Fórmula 1 até este ano, no qual Lewis Hamilton superou o número de triunfos e empatou com o alemão no número de campeonatos.

 

Já Mick Schumacher, que é integrante da academia da Ferrari, lidera o campeonato da Fórmula 2 faltando apenas uma rodada dupla para o fim da temporada. Ele faria em Nürburgring sua primeira participação num fim de semana de GP, no primeiro treino livre, pela Alfa Romeo, mas a chuva cancelou a atividade. Nas últimas semanas, ganhou força a possibilidade de Mick ser anunciado pela Haas como titular para 2021.

Jean Todt tem constantemente visitado heptacampeão mundial, que sofreu grave acidente de esqui no fim de 2013 e tem estado de saúde escondido pela família; filho deve estrear em 2021.


 


Presidente da Federação Internacional de Automobilismo (FIA), Jean Todt revelou que o heptacampeão Michael Schumacher tem acompanhado os progressos do filho Mick rumo à Fórmula 1 - o jovem de 21 anos deve estrear em 2021 pela Haas. Após sofrer lesões cerebrais num acidente de esqui em dezembro de 2013, Schumi tem seu estado de saúde escondido pela família, mas Todt, grande amigo do alemão desde os tempos em que dirigia a Ferrari, tem visitado regularmente o ex-piloto.


 


"É claro que ele o está seguindo. Mick provavelmente vai correr na Fórmula 1 no próximo ano, o que será um grande desafio. Teríamos o maior prazer em ter um novo Schumacher ao mais alto nível do automobilismo - disse o presidente da FIA à TV francesa RTL".


 


PATROCINADORES

Sobre o estado de Schumacher, como de costume Todt deu uma declaração vaga, apenas destacando que o heptacampeão está bem amparado em sua casa na Suíça:


 


"Esta é uma questão sobre a qual serei extremamente reservado. Vejo Michael com muita frequência, uma ou duas vezes por mês. Minha resposta é a mesma o tempo todo - ele luta. Só podemos desejar para ele e sua família que as coisas melhorem. Ele é muito bem cuidado e está em um lugar muito confortável".


 


Com 91 vitórias e sete títulos mundiais, Michael Schumacher foi recordista absoluto da história da Fórmula 1 até este ano, no qual Lewis Hamilton superou o número de triunfos e empatou com o alemão no número de campeonatos.


 


Já Mick Schumacher, que é integrante da academia da Ferrari, lidera o campeonato da Fórmula 2 faltando apenas uma rodada dupla para o fim da temporada. Ele faria em Nürburgring sua primeira participação num fim de semana de GP, no primeiro treino livre, pela Alfa Romeo, mas a chuva cancelou a atividade. Nas últimas semanas, ganhou força a possibilidade de Mick ser anunciado pela Haas como titular para 2021.


Jean Todt tem constantemente visitado heptacampeão mundial, que sofreu grave acidente de esqui no fim de 2013 e tem estado de saúde escondido pela família; filho deve estrear em 2021.



Presidente da Federação Internacional de Automobilismo (FIA), Jean Todt revelou que o heptacampeão Michael Schumacher tem acompanhado os progressos do filho Mick rumo à Fórmula 1 - o jovem de 21 anos deve estrear em 2021 pela Haas. Após sofrer lesões cerebrais num acidente de esqui em dezembro de 2013, Schumi tem seu estado de saúde escondido pela família, mas Todt, grande amigo do alemão desde os tempos em que dirigia a Ferrari, tem visitado regularmente o ex-piloto.



"É claro que ele o está seguindo. Mick provavelmente vai correr na Fórmula 1 no próximo ano, o que será um grande desafio. Teríamos o maior prazer em ter um novo Schumacher ao mais alto nível do automobilismo - disse o presidente da FIA à TV francesa RTL".



PATROCINADORES

Sobre o estado de Schumacher, como de costume Todt deu uma declaração vaga, apenas destacando que o heptacampeão está bem amparado em sua casa na Suíça:



"Esta é uma questão sobre a qual serei extremamente reservado. Vejo Michael com muita frequência, uma ou duas vezes por mês. Minha resposta é a mesma o tempo todo - ele luta. Só podemos desejar para ele e sua família que as coisas melhorem. Ele é muito bem cuidado e está em um lugar muito confortável".



Com 91 vitórias e sete títulos mundiais, Michael Schumacher foi recordista absoluto da história da Fórmula 1 até este ano, no qual Lewis Hamilton superou o número de triunfos e empatou com o alemão no número de campeonatos.



Já Mick Schumacher, que é integrante da academia da Ferrari, lidera o campeonato da Fórmula 2 faltando apenas uma rodada dupla para o fim da temporada. Ele faria em Nürburgring sua primeira participação num fim de semana de GP, no primeiro treino livre, pela Alfa Romeo, mas a chuva cancelou a atividade. Nas últimas semanas, ganhou força a possibilidade de Mick ser anunciado pela Haas como titular para 2021.



Veja Também