news:

Sul de Minas

Preso suspeito de matar homem a pedradas em uma chácara no Sul de Minas

Publicado por TV Minas em 24/11/2020 às 21h17 - Atualizado às 18h24

foto_principal.jpg

Motivo teria sido um desentendimento durante um programa sexual entre a vítima, de 42 anos, e o suspeito, de 19.

 

O suspeito de matar a pedradas José Antônio Godinho Drumond, de 42 anos, em uma chácara de Passos, no Sul de Minas, foi preso nesta terça-feira (24). Ele foi identificado após investigações e estava escondido em uma casa no bairro Nova California. O motivo seria um desentendimento durante um programa sexual entre eles.

 

De acordo com a Polícia Civil, o jovem, de 19 anos, foi identificado pelo celular da vítima e de imagens de segurança na região onde o crime aconteceu. “Conseguimos o mandado de prisão e chegamos até o suspeito. Ele não resistiu e confessou o crime”, afirma o delegado Danilo Gustavo Silva Costa.
 

O suspeito contou que a confusão começou durante um programa sexual entre eles. “A vítima disse que conheceu o autor uns três dias antes e marcou um encontro com ele no dia do crime. Eles se encontraram em uma avenida da cidade e seguiram para o programa. A vítima era homossexual. No local, eles teriam brigado, porque o combinado não teria sido cumprido. O suspeito achou uma pedra e deu cinco golpes na cabeça dele. A vítima caiu no chão já agonizando. Um carro se aproximou e o suspeito fugiu”, explica delegado.

 

A Polícia Civil conseguiu um mandado de prisão contra o jovem, que foi preso nesta terça-feira (24) e levado ao presídio de Guaxupé. “Ele foi encontrado em uma casa no Bairro Nova California. Já prevendo que seria procurado, ele saiu da casa da mãe e se escondeu nesse local”, diz.

 

 

Patrocinador:

Motivo teria sido um desentendimento durante um programa sexual entre a vítima, de 42 anos, e o suspeito, de 19.


 


O suspeito de matar a pedradas José Antônio Godinho Drumond, de 42 anos, em uma chácara de Passos, no Sul de Minas, foi preso nesta terça-feira (24). Ele foi identificado após investigações e estava escondido em uma casa no bairro Nova California. O motivo seria um desentendimento durante um programa sexual entre eles.


 


De acordo com a Polícia Civil, o jovem, de 19 anos, foi identificado pelo celular da vítima e de imagens de segurança na região onde o crime aconteceu. “Conseguimos o mandado de prisão e chegamos até o suspeito. Ele não resistiu e confessou o crime”, afirma o delegado Danilo Gustavo Silva Costa.
 


O suspeito contou que a confusão começou durante um programa sexual entre eles. “A vítima disse que conheceu o autor uns três dias antes e marcou um encontro com ele no dia do crime. Eles se encontraram em uma avenida da cidade e seguiram para o programa. A vítima era homossexual. No local, eles teriam brigado, porque o combinado não teria sido cumprido. O suspeito achou uma pedra e deu cinco golpes na cabeça dele. A vítima caiu no chão já agonizando. Um carro se aproximou e o suspeito fugiu”, explica delegado.


PATROCINADORES

 


A Polícia Civil conseguiu um mandado de prisão contra o jovem, que foi preso nesta terça-feira (24) e levado ao presídio de Guaxupé. “Ele foi encontrado em uma casa no Bairro Nova California. Já prevendo que seria procurado, ele saiu da casa da mãe e se escondeu nesse local”, diz.


 


 


Patrocinador:



Motivo teria sido um desentendimento durante um programa sexual entre a vítima, de 42 anos, e o suspeito, de 19.



O suspeito de matar a pedradas José Antônio Godinho Drumond, de 42 anos, em uma chácara de Passos, no Sul de Minas, foi preso nesta terça-feira (24). Ele foi identificado após investigações e estava escondido em uma casa no bairro Nova California. O motivo seria um desentendimento durante um programa sexual entre eles.



De acordo com a Polícia Civil, o jovem, de 19 anos, foi identificado pelo celular da vítima e de imagens de segurança na região onde o crime aconteceu. “Conseguimos o mandado de prisão e chegamos até o suspeito. Ele não resistiu e confessou o crime”, afirma o delegado Danilo Gustavo Silva Costa.
 



PATROCINADORES

O suspeito contou que a confusão começou durante um programa sexual entre eles. “A vítima disse que conheceu o autor uns três dias antes e marcou um encontro com ele no dia do crime. Eles se encontraram em uma avenida da cidade e seguiram para o programa. A vítima era homossexual. No local, eles teriam brigado, porque o combinado não teria sido cumprido. O suspeito achou uma pedra e deu cinco golpes na cabeça dele. A vítima caiu no chão já agonizando. Um carro se aproximou e o suspeito fugiu”, explica delegado.



A Polícia Civil conseguiu um mandado de prisão contra o jovem, que foi preso nesta terça-feira (24) e levado ao presídio de Guaxupé. “Ele foi encontrado em uma casa no Bairro Nova California. Já prevendo que seria procurado, ele saiu da casa da mãe e se escondeu nesse local”, diz.



Patrocinador:





Veja Também