news:

Ciência & Tecnologia

É o fim: Observatório de Arecibo desaba após meses de deterioração

Publicado por TV Minas em 01/12/2020 às 20h22 - Atualizado em 02/12/2020 às 20h34

foto_principal.jpg

O Observatório de Arecibo era o segundo maior radiotelescópio do mundo e entrou para a história ao ser usado para enviar uma mensagem a possíveis civilizações alienígenas, em 1974.

 

Um dos mais respeitados telescópios da astronomia de todos os tempos, o radiotelescópio de 305 metros de largura de Arecibo, em Porto Rico, está apagando suas luzes para sempre. Como engenheiros temiam, a estrutura desabou após sofrer danos.

 

Desde que a quebra de um cabo principal provocou um corte de 30 metros na placa refletora, os engenheiros não conseguiram encontrar uma maneira segura de consertá-lo, o que levou a National Science Foundation (NSF) a optar pelo fechamento definitivo da instalação, em função da extensão dos danos.

 

Estressada pela queda do cabo e por danos gerados pelo Furacão Maria, em 2017, a estrutura desabou nesta terça-feira (01)

 

Sobre a transferência de investigações científicas do Arecibo para outros observatórios, Gaume reconhece que algum subconjunto científico poderia ser feito para outras instalações da própria NSF.

 

No entanto, as dimensões gigantescas do observatório e o hardware especializado ali construído tornam o Arecibo único no mundo.

 

Para aplicações em astronomia e ciência planetária, simplesmente não há outro recurso disponível para preencher esse vazio de pesquisa.

 

O Observatório de Arecibo era o segundo maior radiotelescópio do mundo, operando há mais de 50 anos, e entrou para a história ao ser usado para enviar uma mensagem a possíveis civilizações alienígenas, em 1974 — a famosa "Mensagem de Arecibo" foi enviada em 16 de novembro daquele ano, com informações sobre nosso planeta e a civilização humana.

 

O envio foi feito pelo projeto SETI em direção ao Grande Aglomerado Globular de Hércules, a aproximadamente 25.000 anos-luz de distância, onde há cerca de 300.000 estrelas conhecidas.

 

A perda do observatório prejudica, ainda, a análise de objetos espaciais próximos da Terra. Embora este não fosse o único do tipo usado por astrônomos nessa tarefa, a instalação era uma das mais importantes para tal, com o Arecibo sendo um grande especialista em analisar, de perto, asteroides que rondam nosso planeta — e substituí-lo à altura não será uma tarefa fácil, tampouco rápida.

 

Patrocinador:

O Observatório de Arecibo era o segundo maior radiotelescópio do mundo e entrou para a história ao ser usado para enviar uma mensagem a possíveis civilizações alienígenas, em 1974.


 


Um dos mais respeitados telescópios da astronomia de todos os tempos, o radiotelescópio de 305 metros de largura de Arecibo, em Porto Rico, está apagando suas luzes para sempre. Como engenheiros temiam, a estrutura desabou após sofrer danos.


 


Desde que a quebra de um cabo principal provocou um corte de 30 metros na placa refletora, os engenheiros não conseguiram encontrar uma maneira segura de consertá-lo, o que levou a National Science Foundation (NSF) a optar pelo fechamento definitivo da instalação, em função da extensão dos danos.


 


Estressada pela queda do cabo e por danos gerados pelo Furacão Maria, em 2017, a estrutura desabou nesta terça-feira (01)


 


Sobre a transferência de investigações científicas do Arecibo para outros observatórios, Gaume reconhece que algum subconjunto científico poderia ser feito para outras instalações da própria NSF.


 


No entanto, as dimensões gigantescas do observatório e o hardware especializado ali construído tornam o Arecibo único no mundo.


PATROCINADORES

 


Para aplicações em astronomia e ciência planetária, simplesmente não há outro recurso disponível para preencher esse vazio de pesquisa.


 


O Observatório de Arecibo era o segundo maior radiotelescópio do mundo, operando há mais de 50 anos, e entrou para a história ao ser usado para enviar uma mensagem a possíveis civilizações alienígenas, em 1974 — a famosa "Mensagem de Arecibo" foi enviada em 16 de novembro daquele ano, com informações sobre nosso planeta e a civilização humana.


 


O envio foi feito pelo projeto SETI em direção ao Grande Aglomerado Globular de Hércules, a aproximadamente 25.000 anos-luz de distância, onde há cerca de 300.000 estrelas conhecidas.


 


A perda do observatório prejudica, ainda, a análise de objetos espaciais próximos da Terra. Embora este não fosse o único do tipo usado por astrônomos nessa tarefa, a instalação era uma das mais importantes para tal, com o Arecibo sendo um grande especialista em analisar, de perto, asteroides que rondam nosso planeta — e substituí-lo à altura não será uma tarefa fácil, tampouco rápida.


 


Patrocinador:



O Observatório de Arecibo era o segundo maior radiotelescópio do mundo e entrou para a história ao ser usado para enviar uma mensagem a possíveis civilizações alienígenas, em 1974.



Um dos mais respeitados telescópios da astronomia de todos os tempos, o radiotelescópio de 305 metros de largura de Arecibo, em Porto Rico, está apagando suas luzes para sempre. Como engenheiros temiam, a estrutura desabou após sofrer danos.



Desde que a quebra de um cabo principal provocou um corte de 30 metros na placa refletora, os engenheiros não conseguiram encontrar uma maneira segura de consertá-lo, o que levou a National Science Foundation (NSF) a optar pelo fechamento definitivo da instalação, em função da extensão dos danos.



Estressada pela queda do cabo e por danos gerados pelo Furacão Maria, em 2017, a estrutura desabou nesta terça-feira (01)



PATROCINADORES

Sobre a transferência de investigações científicas do Arecibo para outros observatórios, Gaume reconhece que algum subconjunto científico poderia ser feito para outras instalações da própria NSF.



No entanto, as dimensões gigantescas do observatório e o hardware especializado ali construído tornam o Arecibo único no mundo.



Para aplicações em astronomia e ciência planetária, simplesmente não há outro recurso disponível para preencher esse vazio de pesquisa.



PATROCINADORES

O Observatório de Arecibo era o segundo maior radiotelescópio do mundo, operando há mais de 50 anos, e entrou para a história ao ser usado para enviar uma mensagem a possíveis civilizações alienígenas, em 1974 — a famosa "Mensagem de Arecibo" foi enviada em 16 de novembro daquele ano, com informações sobre nosso planeta e a civilização humana.



O envio foi feito pelo projeto SETI em direção ao Grande Aglomerado Globular de Hércules, a aproximadamente 25.000 anos-luz de distância, onde há cerca de 300.000 estrelas conhecidas.



A perda do observatório prejudica, ainda, a análise de objetos espaciais próximos da Terra. Embora este não fosse o único do tipo usado por astrônomos nessa tarefa, a instalação era uma das mais importantes para tal, com o Arecibo sendo um grande especialista em analisar, de perto, asteroides que rondam nosso planeta — e substituí-lo à altura não será uma tarefa fácil, tampouco rápida.



Patrocinador:





Veja Também