Policiais de Itajubá interceptaram 1,2 mil selos de LSD enviados a presos

Publicado por Tv Minas em 19/01/2021 às 13h00

Material foi descoberto em rolos de papel higiênico, buchas de banho e escovas de lavar roupa; substância análoga à maconha também foi interceptada.

 

Na semana passada, policiais penais de Três Corações impediram a entrada de grande quantidade de celulares, carregadores, baterias, corda e outros apetrechos naquela unidade prisional, agora foi a vez dos policiais penais de outra cidade do Sul de Minas.

 

Policiais penais do Presídio de Itajubá impediram a entrada, na unidade prisional, de 1.204 selos de substância semelhante a LSD, 15 tiras de suposta droga sintética, aproximadamente 25g de substância semelhante à maconha, e quatro chips de telefone. O material foi encontrado dentro de sete encomendas enviadas por familiares e visitantes de detentos do presídio. As drogas estavam escondidas dentro de rolos de papel higiênico, em buchas de banhos e escovas de lavar roupa.

 

As encomendas com itens complementares são entregues semanalmente no presídio pelos Correios. Depois de recebidas, as caixas são inspecionados minuciosamente pelos policiais penais, antes de serem entregues aos presos. Este trabalho conta com apoio da Assessoria de Inteligência da unidade prisional.

 

A direção do Presídio de Itajubá confeccionou o Registro de Eventos de Defesa Social (Reds), no qual são citados os remetentes e os destinatários das encomendas. Todo o material apreendido foi encaminhado para a Polícia Civil, que ficará responsável pelas investigações criminais sobre o ocorrido.

 

A direção da unidade prisional instaurou um procedimento administrativo para fins de apuração. Os presos destinatários dos ilícitos passarão pelo Conselho Disciplinar do presídio, podendo sofrer sanções administrativas. Além disso, os visitantes que encaminharam as encomendas ficarão impedidos de enviar itens novamente.

 

Patrocinador:

Compartilhe essa matéria: