Farmacêutico confessa ter danificado 570 vacinas e pode pegar 10 anos de prisão

Publicado por Tv Minas em 27/01/2021 às 14h00

Um farmacêutico do estado americano de Wisconsin assinou um acordo de confissão reconhecendo que ele foi o culpado de, propositalmente, tornar ineficazes   centenas de doses de vacinas contra a Covid-19, de acordo com o Departamento de Justiça do Distrito Leste de Wisconsin.

 

Segundo a confissão, Steven Brandenburg retirou 57 frascos da vacina Moderna do armazenamento refrigerado em 24 e 25 de dezembro, sabendo que isso os tornaria inutilizáveis. Suas ações destruíram todos os 5frascos - cada um dos quais continha 10 doses individuais da vacina para um total de 570 doses.

 

"Brandenburg é acusado por duas acusações de tentativa de adulteração de produtos de consumo, com descuido imprudente pelo risco de outra pessoa ser colocada em perigo de morte ou lesão corporal. Ele concordou em se declarar culpado das acusações, que pode levar a uma pena máxima de dez anos de prisão", dizia o comunicado à imprensa do Departamento de Justiça.

 

O procurador dos Estados Unidos, Matthew D. Krueger, disse que as acusações mostram que o Departamento de Justiça investigará qualquer pessoa que cometa crimes relacionados à vacinaçã, especialmente qualquer profissional médico.

 

"A adulteração de doses de vacina em meio a uma crise de saúde global exige uma resposta forte, conforme refletido pelas graves acusações que os Estados Unidos trouxeram hoje", disse o procurador-geral adjunto em exercício Brian Boynton da Divisão Civil do Departamento de Justiça.

 

"As alegações feitas nas Informações são alegações de que, se o caso for a julgamento, o governo deve provar além de qualquer dúvida razoável para condenar o réu. O acordo de confissão expressa a intenção do réu de se declarar culpado, mas o réu ainda não entrou formalmente em uma contestação nesta matéria", dizia o comunicado.

 

 

Patrocinador:

Fonte: CNN

Compartilhe essa matéria: