news:

Sul de Minas

Barbearias oferecem tratamento VIP para fregueses em Poços de Caldas

Publicado por TV Minas em 26/10/2015

foto_principal.jpg

Sinuca, massagem e compressas de água quente são alguns dos mimos. Empresários apostam em regalias para conquistar clientela masculina.

 

Muitos empresários têm apostado no estilo ‘retrô’ quando o assunto é oferecer um serviço diferenciado ao cliente. E foi inspirado nos cenários dos anos 50 e 60 que o dono de uma barbearia em Poços de Caldas (MG) criou um espaço aconchegante e bem descolado para agradar e atrair os fregueses.

 

“A ideia é um lugar onde o homem pode fazer a barba bem feita, num ambiente bem descontraido como se fosse a casa dele”, explica o dono da barbearia Luciano Ferreira.
E definitivamente a barbearia não é como as outras. Além de uma mesa de sinuca, a decoração também é caprichada. Nas paredes, fotos de ídolos norte americanos e até o uniforme dos funcionários foi pensado no estilo da década de 50. O serviço oferecido também é diferenciado, além de se barbear ou cuidar dos cabelos, o cliente conta com algumas regalias, como por exemplo, compressas de água quente, massagem e até uma ‘escovadinha’ extra na barba.

 

Atrativos que garantem um conceito de conforto diferente das barbearias tradicionais.

 

“A gente até dorme quando está fazendo a barba. Acredito que essa seja uma venda construtiva, porque os profissionais moldam a barba de acordo com o formato do rosto”, conta o médico veterinário Luiz Henrique Prado.

 

 

Estilo em alta

 

O espaço combina com os homens vaidosos e em sintonia com a moda, já que ser barbudo está em alta, estilo conhecido como lumbersexual. Um termo de origem inglesa formado pela junção da palavra lumberjack (lenhador, em português) e sexual, cujo significado se refere a um estilo de moda masculino em que predomina a aparência e o comportamento rústico. Na tradução literal, lumbersexual significa ‘lenhador sexy’. Estilo que ganhou adeptos famosos como Richard Gere, Alexandre Nero e Cauã Reymond.

 

“Na verdade é mais fácil ter barba do que ficar aparando. O legal foi deixar a barba crescer”, revela o microempresário Thiago Willian.

 

Quem entra em outra barbearia, também em Poços de Caldas, faz uma viagem no tempo. Lá é possível encontrar uma lambreta, máquinas da década de 40 e até uma cadeira de 1907. Objetos que fazem parte da coleção de Rodrigo, um apaixonado pelo tema.

 

“Quase não tem barbearia por aqui e eu tinha essa ideia de um novo conceito e espaço”, explica o barbeiro Rodrigo Emanuel da Silva.

 

 

Praticidade

 

Há quem invista em um ambiente que une os cuidados masculinos com um estúdio de tatuagens e piercings.

 

"O trabalho do barbeiro também é artístico e a tatuagem em si é um negócio muito bacana. Os dois estão ligados", alega o tatuador Danilo Lucena.

 

Praticidade que atrai mais fregueses.

 

“Já que eu fiz um piercing e a barba está meio grande, aproveito para marcar uma horinha e ajeitar o visual”, revela Patrick Ricardo Ferreira.

 

 

Mulher barbeira

 

Na maioria dos casos, o serviços nestes locais é feito pelos tradicionais barbeiros, mas também tem espaço para as mulheres.

 

“Eu já trabalhei com o público feminino mas não tive a mesma alegria. Gosto de trabalhar com o público masculino, mesmo não sabendo quase nada sobre futebol. Acabo falando sobre outros assuntos”, conta a barbeira Carol Ribeiro.

Sinuca, massagem e compressas de água quente são alguns dos mimos. Empresários apostam em regalias para conquistar clientela masculina.


 


Muitos empresários têm apostado no estilo ‘retrô’ quando o assunto é oferecer um serviço diferenciado ao cliente. E foi inspirado nos cenários dos anos 50 e 60 que o dono de uma barbearia em Poços de Caldas (MG) criou um espaço aconchegante e bem descolado para agradar e atrair os fregueses.


 


“A ideia é um lugar onde o homem pode fazer a barba bem feita, num ambiente bem descontraido como se fosse a casa dele”, explica o dono da barbearia Luciano Ferreira.
E definitivamente a barbearia não é como as outras. Além de uma mesa de sinuca, a decoração também é caprichada. Nas paredes, fotos de ídolos norte americanos e até o uniforme dos funcionários foi pensado no estilo da década de 50. O serviço oferecido também é diferenciado, além de se barbear ou cuidar dos cabelos, o cliente conta com algumas regalias, como por exemplo, compressas de água quente, massagem e até uma ‘escovadinha’ extra na barba.


 


Atrativos que garantem um conceito de conforto diferente das barbearias tradicionais.


 


“A gente até dorme quando está fazendo a barba. Acredito que essa seja uma venda construtiva, porque os profissionais moldam a barba de acordo com o formato do rosto”, conta o médico veterinário Luiz Henrique Prado.


 


 


Estilo em alta


 


O espaço combina com os homens vaidosos e em sintonia com a moda, já que ser barbudo está em alta, estilo conhecido como lumbersexual. Um termo de origem inglesa formado pela junção da palavra lumberjack (lenhador, em português) e sexual, cujo significado se refere a um estilo de moda masculino em que predomina a aparência e o comportamento rústico. Na tradução literal, lumbersexual significa ‘lenhador sexy’. Estilo que ganhou adeptos famosos como Richard Gere, Alexandre Nero e Cauã Reymond.


 


“Na verdade é mais fácil ter barba do que ficar aparando. O legal foi deixar a barba crescer”, revela o microempresário Thiago Willian.


 


Quem entra em outra barbearia, também em Poços de Caldas, faz uma viagem no tempo. Lá é possível encontrar uma lambreta, máquinas da década de 40 e até uma cadeira de 1907. Objetos que fazem parte da coleção de Rodrigo, um apaixonado pelo tema.


 


PATROCINADORES

“Quase não tem barbearia por aqui e eu tinha essa ideia de um novo conceito e espaço”, explica o barbeiro Rodrigo Emanuel da Silva.


 


 


Praticidade


 


Há quem invista em um ambiente que une os cuidados masculinos com um estúdio de tatuagens e piercings.


 


"O trabalho do barbeiro também é artístico e a tatuagem em si é um negócio muito bacana. Os dois estão ligados", alega o tatuador Danilo Lucena.


 


Praticidade que atrai mais fregueses.


 


“Já que eu fiz um piercing e a barba está meio grande, aproveito para marcar uma horinha e ajeitar o visual”, revela Patrick Ricardo Ferreira.


 


 


Mulher barbeira


 


Na maioria dos casos, o serviços nestes locais é feito pelos tradicionais barbeiros, mas também tem espaço para as mulheres.


 


“Eu já trabalhei com o público feminino mas não tive a mesma alegria. Gosto de trabalhar com o público masculino, mesmo não sabendo quase nada sobre futebol. Acabo falando sobre outros assuntos”, conta a barbeira Carol Ribeiro.


Sinuca, massagem e compressas de água quente são alguns dos mimos. Empresários apostam em regalias para conquistar clientela masculina.



Muitos empresários têm apostado no estilo ‘retrô’ quando o assunto é oferecer um serviço diferenciado ao cliente. E foi inspirado nos cenários dos anos 50 e 60 que o dono de uma barbearia em Poços de Caldas (MG) criou um espaço aconchegante e bem descolado para agradar e atrair os fregueses.



“A ideia é um lugar onde o homem pode fazer a barba bem feita, num ambiente bem descontraido como se fosse a casa dele”, explica o dono da barbearia Luciano Ferreira.
E definitivamente a barbearia não é como as outras. Além de uma mesa de sinuca, a decoração também é caprichada. Nas paredes, fotos de ídolos norte americanos e até o uniforme dos funcionários foi pensado no estilo da década de 50. O serviço oferecido também é diferenciado, além de se barbear ou cuidar dos cabelos, o cliente conta com algumas regalias, como por exemplo, compressas de água quente, massagem e até uma ‘escovadinha’ extra na barba.



Atrativos que garantem um conceito de conforto diferente das barbearias tradicionais.



“A gente até dorme quando está fazendo a barba. Acredito que essa seja uma venda construtiva, porque os profissionais moldam a barba de acordo com o formato do rosto”, conta o médico veterinário Luiz Henrique Prado.



Estilo em alta



PATROCINADORES

O espaço combina com os homens vaidosos e em sintonia com a moda, já que ser barbudo está em alta, estilo conhecido como lumbersexual. Um termo de origem inglesa formado pela junção da palavra lumberjack (lenhador, em português) e sexual, cujo significado se refere a um estilo de moda masculino em que predomina a aparência e o comportamento rústico. Na tradução literal, lumbersexual significa ‘lenhador sexy’. Estilo que ganhou adeptos famosos como Richard Gere, Alexandre Nero e Cauã Reymond.



“Na verdade é mais fácil ter barba do que ficar aparando. O legal foi deixar a barba crescer”, revela o microempresário Thiago Willian.



Quem entra em outra barbearia, também em Poços de Caldas, faz uma viagem no tempo. Lá é possível encontrar uma lambreta, máquinas da década de 40 e até uma cadeira de 1907. Objetos que fazem parte da coleção de Rodrigo, um apaixonado pelo tema.



“Quase não tem barbearia por aqui e eu tinha essa ideia de um novo conceito e espaço”, explica o barbeiro Rodrigo Emanuel da Silva.



Praticidade



PATROCINADORES

Há quem invista em um ambiente que une os cuidados masculinos com um estúdio de tatuagens e piercings.



"O trabalho do barbeiro também é artístico e a tatuagem em si é um negócio muito bacana. Os dois estão ligados", alega o tatuador Danilo Lucena.



Praticidade que atrai mais fregueses.



“Já que eu fiz um piercing e a barba está meio grande, aproveito para marcar uma horinha e ajeitar o visual”, revela Patrick Ricardo Ferreira.



Mulher barbeira



Na maioria dos casos, o serviços nestes locais é feito pelos tradicionais barbeiros, mas também tem espaço para as mulheres.



“Eu já trabalhei com o público feminino mas não tive a mesma alegria. Gosto de trabalhar com o público masculino, mesmo não sabendo quase nada sobre futebol. Acabo falando sobre outros assuntos”, conta a barbeira Carol Ribeiro.



Veja Também