news:

Notícias

Sem-teto agridem grupos pró-impeachment

Publicado por TV Minas em 29/10/2015

foto_principal.jpeg

Deputado do DEM flagrou sem-teto furando as costas de um manifestante pró-impeachment; agressão ocorre após petista convocar militantes para a briga.

 

Um grupo de integrantes do MTST (movimento dos sem-teto) atendeu nesta quarta-feira ao chamado do líder do PT na Câmara, Sibá Machado (AC), para atacar - inclusive, fisicamente - os jovens acampados em frente ao Congresso Nacional para protestar pela abertura do processo de impeachment da presidente Dilma Rousseff.

 

Nesta terça, Sibá conclamou grupos aliados do PT a "botar para correr" os manifestantes pró-impeachment. "Eu vou juntar gente e vou botar vocês para correr daqui da frente do Congresso. Bando de vagabundos, vocês são vagabundos. Vamos para o pau com vocês agora", disse, aos berros, da tribuna da Casa, após se irritar com uma faixa do Movimento Brasil Livre.

 

Quando soube do tumulto causado pelos sem-teto, o deputado José Carlos Aleluia (DEM-BA) foi até o local e flagrou uma mulher furando as costas de um jovem do MBL.

 

"Fui ao acampamento e presenciei (veja o vídeo abaixo) as cenas de intimidação e até agressão por parte de militantes do MTST contra os manifestantes pró-impeachment", escreveu Aleluia. "Estou agora encaminhando ofícios aos presidentes de Câmara e Senado para que acionem as duas polícias legislativas. É dever do Congresso manter a integridade física de todos."

Deputado do DEM flagrou sem-teto furando as costas de um manifestante pró-impeachment; agressão ocorre após petista convocar militantes para a briga.


 


Um grupo de integrantes do MTST (movimento dos sem-teto) atendeu nesta quarta-feira ao chamado do líder do PT na Câmara, Sibá Machado (AC), para atacar - inclusive, fisicamente - os jovens acampados em frente ao Congresso Nacional para protestar pela abertura do processo de impeachment da presidente Dilma Rousseff.


 


PATROCINADORES

Nesta terça, Sibá conclamou grupos aliados do PT a "botar para correr" os manifestantes pró-impeachment. "Eu vou juntar gente e vou botar vocês para correr daqui da frente do Congresso. Bando de vagabundos, vocês são vagabundos. Vamos para o pau com vocês agora", disse, aos berros, da tribuna da Casa, após se irritar com uma faixa do Movimento Brasil Livre.


 


Quando soube do tumulto causado pelos sem-teto, o deputado José Carlos Aleluia (DEM-BA) foi até o local e flagrou uma mulher furando as costas de um jovem do MBL.


 


"Fui ao acampamento e presenciei (veja o vídeo abaixo) as cenas de intimidação e até agressão por parte de militantes do MTST contra os manifestantes pró-impeachment", escreveu Aleluia. "Estou agora encaminhando ofícios aos presidentes de Câmara e Senado para que acionem as duas polícias legislativas. É dever do Congresso manter a integridade física de todos."


Deputado do DEM flagrou sem-teto furando as costas de um manifestante pró-impeachment; agressão ocorre após petista convocar militantes para a briga.



Um grupo de integrantes do MTST (movimento dos sem-teto) atendeu nesta quarta-feira ao chamado do líder do PT na Câmara, Sibá Machado (AC), para atacar - inclusive, fisicamente - os jovens acampados em frente ao Congresso Nacional para protestar pela abertura do processo de impeachment da presidente Dilma Rousseff.



Nesta terça, Sibá conclamou grupos aliados do PT a "botar para correr" os manifestantes pró-impeachment. "Eu vou juntar gente e vou botar vocês para correr daqui da frente do Congresso. Bando de vagabundos, vocês são vagabundos. Vamos para o pau com vocês agora", disse, aos berros, da tribuna da Casa, após se irritar com uma faixa do Movimento Brasil Livre.



PATROCINADORES

Quando soube do tumulto causado pelos sem-teto, o deputado José Carlos Aleluia (DEM-BA) foi até o local e flagrou uma mulher furando as costas de um jovem do MBL.



"Fui ao acampamento e presenciei (veja o vídeo abaixo) as cenas de intimidação e até agressão por parte de militantes do MTST contra os manifestantes pró-impeachment", escreveu Aleluia. "Estou agora encaminhando ofícios aos presidentes de Câmara e Senado para que acionem as duas polícias legislativas. É dever do Congresso manter a integridade física de todos."



Veja Também