news:

Notícias

Desmoronamento deixa 18 mortos e 150 soterrados no Paquistão

Publicado por TV Minas em 05/11/2015

foto_principal.jpeg

Fábrica em construção, que havia sido danificada por um terremoto na semana passada, desabou na cidade de Lahore.

 

Pelo menos 18 pessoas morreram, 40 ficaram feridas e cerca de 150 estão presas sob os escombros após o desmoronamento de uma fábrica em construção nesta quarta-feira em Lahore, no Paquistão. O edifício de três andares, que havia sido danificado por um terremoto na semana passada, estava em processo de construção e desmoronou às 16h50 locais (9h50 de Brasília).

 

"O local estava em construção e foi levemente danificado no recente terremoto", disse Jam Sajjad, porta-voz do Serviço de Resgate de Lahore. Segundo ele, a maioria das pessoas resgatadas tem menos de 20 anos e entre eles há uma mulher.

 

O local fica a 30 quilômetros da cidade e havia sido considerado perigoso, mas os funcionários residiam no edifício enquanto faziam os trabalhos de construção, de acordo com o canal de televisão paquistanês Geo TV. O exército paquistanês colabora nos trabalhos de resgate.

 

O terremoto de 7,5 graus ocorrido em 26 de outubro, com epicentro no Afeganistão, deixou pelo menos 275 mortos e 1.802 feridos no Paquistão, enquanto dezenas de milhares de imóveis, principalmente casas, ficaram destruídos ou danificados.

 

A queda de edifícios e casas em mau estado de conservação é relativamente frequente no Paquistão, sobretudo por explosões de bujões e instalações de gás ou por efeito de fortes chuvas.

 

Em 2012, 21 trabalhadores morreram na queda de uma fábrica em Lahore. Em 2014, 11 funcionários de uma joalheria morreram na queda do edifício onde ficava a loja em Hyderabad, no sul do Paquistão.

 

No pior acidente em uma fábrica paquistanesa nos últimos anos, 260 funcionários morreram em 2012 em um incêndio na cidade de Karachi.

Fábrica em construção, que havia sido danificada por um terremoto na semana passada, desabou na cidade de Lahore.


 


Pelo menos 18 pessoas morreram, 40 ficaram feridas e cerca de 150 estão presas sob os escombros após o desmoronamento de uma fábrica em construção nesta quarta-feira em Lahore, no Paquistão. O edifício de três andares, que havia sido danificado por um terremoto na semana passada, estava em processo de construção e desmoronou às 16h50 locais (9h50 de Brasília).


 


"O local estava em construção e foi levemente danificado no recente terremoto", disse Jam Sajjad, porta-voz do Serviço de Resgate de Lahore. Segundo ele, a maioria das pessoas resgatadas tem menos de 20 anos e entre eles há uma mulher.


 


O local fica a 30 quilômetros da cidade e havia sido considerado perigoso, mas os funcionários residiam no edifício enquanto faziam os trabalhos de construção, de acordo com o canal de televisão paquistanês Geo TV. O exército paquistanês colabora nos trabalhos de resgate.


PATROCINADORES

 


O terremoto de 7,5 graus ocorrido em 26 de outubro, com epicentro no Afeganistão, deixou pelo menos 275 mortos e 1.802 feridos no Paquistão, enquanto dezenas de milhares de imóveis, principalmente casas, ficaram destruídos ou danificados.


 


A queda de edifícios e casas em mau estado de conservação é relativamente frequente no Paquistão, sobretudo por explosões de bujões e instalações de gás ou por efeito de fortes chuvas.


 


Em 2012, 21 trabalhadores morreram na queda de uma fábrica em Lahore. Em 2014, 11 funcionários de uma joalheria morreram na queda do edifício onde ficava a loja em Hyderabad, no sul do Paquistão.


 


No pior acidente em uma fábrica paquistanesa nos últimos anos, 260 funcionários morreram em 2012 em um incêndio na cidade de Karachi.


Fábrica em construção, que havia sido danificada por um terremoto na semana passada, desabou na cidade de Lahore.



Pelo menos 18 pessoas morreram, 40 ficaram feridas e cerca de 150 estão presas sob os escombros após o desmoronamento de uma fábrica em construção nesta quarta-feira em Lahore, no Paquistão. O edifício de três andares, que havia sido danificado por um terremoto na semana passada, estava em processo de construção e desmoronou às 16h50 locais (9h50 de Brasília).



"O local estava em construção e foi levemente danificado no recente terremoto", disse Jam Sajjad, porta-voz do Serviço de Resgate de Lahore. Segundo ele, a maioria das pessoas resgatadas tem menos de 20 anos e entre eles há uma mulher.



PATROCINADORES

O local fica a 30 quilômetros da cidade e havia sido considerado perigoso, mas os funcionários residiam no edifício enquanto faziam os trabalhos de construção, de acordo com o canal de televisão paquistanês Geo TV. O exército paquistanês colabora nos trabalhos de resgate.



O terremoto de 7,5 graus ocorrido em 26 de outubro, com epicentro no Afeganistão, deixou pelo menos 275 mortos e 1.802 feridos no Paquistão, enquanto dezenas de milhares de imóveis, principalmente casas, ficaram destruídos ou danificados.



PATROCINADORES

A queda de edifícios e casas em mau estado de conservação é relativamente frequente no Paquistão, sobretudo por explosões de bujões e instalações de gás ou por efeito de fortes chuvas.



Em 2012, 21 trabalhadores morreram na queda de uma fábrica em Lahore. Em 2014, 11 funcionários de uma joalheria morreram na queda do edifício onde ficava a loja em Hyderabad, no sul do Paquistão.



No pior acidente em uma fábrica paquistanesa nos últimos anos, 260 funcionários morreram em 2012 em um incêndio na cidade de Karachi.



Veja Também