news:

Entretenimento e Curiosidade

Conheça o menor carro do mundo

Publicado por TV Minas em 17/04/2017

foto_principal.jpg

O Nanico Car tem apenas 1,9 m de comprimento e deve sair do papel ainda em 2017.

 

Se você mora em uma grande cidade e possui carro, sabe que é uma enorme "dor de cabeça" encontrar vaga de estacionamento. Quando, finalmente, encontra uma vaga, ela é muito pequena e seu veículo não cabe. Nesta hora, a gente sempre imagina que, se o carro fosse um pouquinho menor, tudo estaria resolvido.

 

Pensando em solucionar esse e outros problemas relativos ao trânsito das grandes metrópoles, um empresário brasileiro criou o Nanico Car, com apenas 1,90 m de comprimento – primeiro projeto de microcarro 100% nacional. "Os obstáculos da vida urbana podem ser grandes, mas a solução é compacta", diz um texto publicado na página oficial do veículo no Facebook. O protótipo do modelo "anão" foi divulgado em 2015, com a promessa de que as primeiras unidades seriam fabricadas já em 2016, mas isso não ocorreu.

 

Sem informar os motivos do atraso, um dos idealizadores do Nanico Car, o físico e empresário paulista Paulo Roberto da Costa, revelou à Encontro que, apesar do contratempo, o projeto deve sair do papel nos próximos meses. "A fábrica está em fase final de construção e a expectativa é que, a partir do mês de junho, o carro já comece a ser produzido", comenta Paulo Roberto.

 

Se tudo der certo, o microcarro brasileiro será fabricado na cidade de São Gonçalo do Amarante, no estado do Ceará, localizado a 65 km de distância de Fortaleza, onde está sendo construída a sede da Nani Car Indústria Automobilística.

 

 

Pequeno, barato e sustentável

 

Em entrevista ao portal Vrum, especializado em veículos, em março de 2016, o emrpesário Paulo Roberto Costa disse que o preço estimado do Nanico Car será de, aproximadamente, R$ 15 mil. Ainda de acordo com ele, o veículo terá duas versões de motor: uma que utiliza gasolina ou gás natural veicular (GNV) e outra movida a eletricidade – ambas com potência de 125 cc, podendo alcançar uma velocidade máxima de 80 km/h. O modelo elétrico não vai emitir qualquer tipo de poluente e deve ter um custo menor, segundo o físico.

 

 

Pensamento grande

 

Apesar de ainda estar "engatinhando" na indústria automotiva, a ideia da empresa que criou o Nanico Car é exportar o veículo, conforme Paulo Roberto Costa revelou ao Vrum. Inclusive, o local escolhido para a fábrica fica próximo ao porto de Pacém, o que facilitaria as exportações.

 

Atualmente, o mercado de microcarros é dominado, basicamente, pela indiana Tata Motors, que produz o Nano – com 3,10 m de comprimento – e pela Smart, do grupo alemão Daimler (o mesmo da Mercedes-Benz), que fabrica o ForTwo, com 2,69 m de comprimento.

O Nanico Car tem apenas 1,9 m de comprimento e deve sair do papel ainda em 2017.


 


Se você mora em uma grande cidade e possui carro, sabe que é uma enorme "dor de cabeça" encontrar vaga de estacionamento. Quando, finalmente, encontra uma vaga, ela é muito pequena e seu veículo não cabe. Nesta hora, a gente sempre imagina que, se o carro fosse um pouquinho menor, tudo estaria resolvido.


 


Pensando em solucionar esse e outros problemas relativos ao trânsito das grandes metrópoles, um empresário brasileiro criou o Nanico Car, com apenas 1,90 m de comprimento – primeiro projeto de microcarro 100% nacional. "Os obstáculos da vida urbana podem ser grandes, mas a solução é compacta", diz um texto publicado na página oficial do veículo no Facebook. O protótipo do modelo "anão" foi divulgado em 2015, com a promessa de que as primeiras unidades seriam fabricadas já em 2016, mas isso não ocorreu.


 


Sem informar os motivos do atraso, um dos idealizadores do Nanico Car, o físico e empresário paulista Paulo Roberto da Costa, revelou à Encontro que, apesar do contratempo, o projeto deve sair do papel nos próximos meses. "A fábrica está em fase final de construção e a expectativa é que, a partir do mês de junho, o carro já comece a ser produzido", comenta Paulo Roberto.


 


Se tudo der certo, o microcarro brasileiro será fabricado na cidade de São Gonçalo do Amarante, no estado do Ceará, localizado a 65 km de distância de Fortaleza, onde está sendo construída a sede da Nani Car Indústria Automobilística.


 


PATROCINADORES

 


Pequeno, barato e sustentável


 


Em entrevista ao portal Vrum, especializado em veículos, em março de 2016, o emrpesário Paulo Roberto Costa disse que o preço estimado do Nanico Car será de, aproximadamente, R$ 15 mil. Ainda de acordo com ele, o veículo terá duas versões de motor: uma que utiliza gasolina ou gás natural veicular (GNV) e outra movida a eletricidade – ambas com potência de 125 cc, podendo alcançar uma velocidade máxima de 80 km/h. O modelo elétrico não vai emitir qualquer tipo de poluente e deve ter um custo menor, segundo o físico.


 


 


Pensamento grande


 


Apesar de ainda estar "engatinhando" na indústria automotiva, a ideia da empresa que criou o Nanico Car é exportar o veículo, conforme Paulo Roberto Costa revelou ao Vrum. Inclusive, o local escolhido para a fábrica fica próximo ao porto de Pacém, o que facilitaria as exportações.


 


Atualmente, o mercado de microcarros é dominado, basicamente, pela indiana Tata Motors, que produz o Nano – com 3,10 m de comprimento – e pela Smart, do grupo alemão Daimler (o mesmo da Mercedes-Benz), que fabrica o ForTwo, com 2,69 m de comprimento.


O Nanico Car tem apenas 1,9 m de comprimento e deve sair do papel ainda em 2017.



Se você mora em uma grande cidade e possui carro, sabe que é uma enorme "dor de cabeça" encontrar vaga de estacionamento. Quando, finalmente, encontra uma vaga, ela é muito pequena e seu veículo não cabe. Nesta hora, a gente sempre imagina que, se o carro fosse um pouquinho menor, tudo estaria resolvido.



Pensando em solucionar esse e outros problemas relativos ao trânsito das grandes metrópoles, um empresário brasileiro criou o Nanico Car, com apenas 1,90 m de comprimento – primeiro projeto de microcarro 100% nacional. "Os obstáculos da vida urbana podem ser grandes, mas a solução é compacta", diz um texto publicado na página oficial do veículo no Facebook. O protótipo do modelo "anão" foi divulgado em 2015, com a promessa de que as primeiras unidades seriam fabricadas já em 2016, mas isso não ocorreu.



Sem informar os motivos do atraso, um dos idealizadores do Nanico Car, o físico e empresário paulista Paulo Roberto da Costa, revelou à Encontro que, apesar do contratempo, o projeto deve sair do papel nos próximos meses. "A fábrica está em fase final de construção e a expectativa é que, a partir do mês de junho, o carro já comece a ser produzido", comenta Paulo Roberto.



PATROCINADORES

Se tudo der certo, o microcarro brasileiro será fabricado na cidade de São Gonçalo do Amarante, no estado do Ceará, localizado a 65 km de distância de Fortaleza, onde está sendo construída a sede da Nani Car Indústria Automobilística.



Pequeno, barato e sustentável



Em entrevista ao portal Vrum, especializado em veículos, em março de 2016, o emrpesário Paulo Roberto Costa disse que o preço estimado do Nanico Car será de, aproximadamente, R$ 15 mil. Ainda de acordo com ele, o veículo terá duas versões de motor: uma que utiliza gasolina ou gás natural veicular (GNV) e outra movida a eletricidade – ambas com potência de 125 cc, podendo alcançar uma velocidade máxima de 80 km/h. O modelo elétrico não vai emitir qualquer tipo de poluente e deve ter um custo menor, segundo o físico.



PATROCINADORES

Pensamento grande



Apesar de ainda estar "engatinhando" na indústria automotiva, a ideia da empresa que criou o Nanico Car é exportar o veículo, conforme Paulo Roberto Costa revelou ao Vrum. Inclusive, o local escolhido para a fábrica fica próximo ao porto de Pacém, o que facilitaria as exportações.



Atualmente, o mercado de microcarros é dominado, basicamente, pela indiana Tata Motors, que produz o Nano – com 3,10 m de comprimento – e pela Smart, do grupo alemão Daimler (o mesmo da Mercedes-Benz), que fabrica o ForTwo, com 2,69 m de comprimento.



Veja Também