news:

Notícias

ONU: Número de refugiados no mundo ultrapassa 60 milhões

Publicado por TV Minas em 18/12/2015

foto_principal.jpg

O número de pessoas deslocadas à força mundialmente pode ter "ultrapassado muito" um recorde de 60 milhões neste ano, principalmente por conta do conflito na Síria e em outras regiões, informou a Organização das Nações Unidas (ONU) nesta sexta-feira.

 

A estimativa inclui 20,2 milhões de refugiados que fogem de guerras e perseguições, o maior número desde 1992, informou o Alto Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados (Acnur) em relatório. Quase 2,5 milhões de pessoas que buscam asilo têm pedidos pendentes, com Alemanha, Rússia e Estados Unidos recebendo o maior número dos quase 1 milhão de pedidos feitos na primeira metade do ano.

 

"O ano de 2015 está em curso para ver o número de descolados à força mundialmente ultrapassar 60 milhões pela primeira vez, uma pessoa em cada 122 é atualmente alguém que foi forçado a fugir de casa", disse António Guterres, alto comissário da ONU para os Refugiados, em nota. O número total no final de 2014 foi de 59,5 milhões. "Nunca houve uma necessidade tão grande de tolerância, compaixão e solidariedade com pessoas que perderam tudo", completou Guterres.

 

 

Mulher aguarda com sua filha e outros imigrantes e refugiados para entrar em um centro de registro, após cruzar a fronteira entre Grécia e Macedônia.

O número de pessoas deslocadas à força mundialmente pode ter "ultrapassado muito" um recorde de 60 milhões neste ano, principalmente por conta do conflito na Síria e em outras regiões, informou a Organização das Nações Unidas (ONU) nesta sexta-feira.


 


A estimativa inclui 20,2 milhões de refugiados que fogem de guerras e perseguições, o maior número desde 1992, informou o Alto Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados (Acnur) em relatório. Quase 2,5 milhões de pessoas que buscam asilo têm pedidos pendentes, com Alemanha, Rússia e Estados Unidos recebendo o maior número dos quase 1 milhão de pedidos feitos na primeira metade do ano.


 


PATROCINADORES

"O ano de 2015 está em curso para ver o número de descolados à força mundialmente ultrapassar 60 milhões pela primeira vez, uma pessoa em cada 122 é atualmente alguém que foi forçado a fugir de casa", disse António Guterres, alto comissário da ONU para os Refugiados, em nota. O número total no final de 2014 foi de 59,5 milhões. "Nunca houve uma necessidade tão grande de tolerância, compaixão e solidariedade com pessoas que perderam tudo", completou Guterres.


 


 


Mulher aguarda com sua filha e outros imigrantes e refugiados para entrar em um centro de registro, após cruzar a fronteira entre Grécia e Macedônia.


O número de pessoas deslocadas à força mundialmente pode ter "ultrapassado muito" um recorde de 60 milhões neste ano, principalmente por conta do conflito na Síria e em outras regiões, informou a Organização das Nações Unidas (ONU) nesta sexta-feira.



A estimativa inclui 20,2 milhões de refugiados que fogem de guerras e perseguições, o maior número desde 1992, informou o Alto Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados (Acnur) em relatório. Quase 2,5 milhões de pessoas que buscam asilo têm pedidos pendentes, com Alemanha, Rússia e Estados Unidos recebendo o maior número dos quase 1 milhão de pedidos feitos na primeira metade do ano.



"O ano de 2015 está em curso para ver o número de descolados à força mundialmente ultrapassar 60 milhões pela primeira vez, uma pessoa em cada 122 é atualmente alguém que foi forçado a fugir de casa", disse António Guterres, alto comissário da ONU para os Refugiados, em nota. O número total no final de 2014 foi de 59,5 milhões. "Nunca houve uma necessidade tão grande de tolerância, compaixão e solidariedade com pessoas que perderam tudo", completou Guterres.



PATROCINADORES

Mulher aguarda com sua filha e outros imigrantes e refugiados para entrar em um centro de registro, após cruzar a fronteira entre Grécia e Macedônia.



Veja Também