news:

Notícias

Balão é solto em área de rota de aviões em São Paulo

Publicado por TV Minas em 26/12/2015

foto_principal.jpg

Fotógrafo flagrou balão solto próximo a aviões. Soltar balões é crime e pode dar até três anos de prisão.

 

Um balão foi flagrado no céu do bairro do Tucuruvi, na Zona Norte da capital, na rota de pouso dos aviões que pousam no Aeroporto Internacional de Cumbica, em Guarulhos, na manhã deste sábado (26). As fotos abaixo mostram um balão carregando um cartaz e passando bem perto de um avião.

 

 

Balão sobrevoa área de rota de aviões na Zona Norte de São Paulo na manhã deste sábado (26).

 

 

Perigo no ar

 

Na quinta-feira (24), o SPTV flagrou que um balão quase caiu em uma fábrica de produtos químicos em Paranapiacaba, na região do ABC. Um balão pegou fogo e caiu em uma mata, em uma região cheia de casas. Outro, no Jardim Marilu, na Zona Leste de São Paulo, passou sobre uma grande área residencial.

 

O Corpo de Bombeiros faz campanha para tentar acabar com a prática de quem solta balões. “Depois que o balão toma os céus, aí ele fica incontrolável. Vai depender de vento, vai depender de quanto tempo ele vai descer. E aí a Polícia Militar tem que prevenir, né, antes que essa soltura aconteça.”, diz Robson Mistuo, capitão do Corpo de Bombeiros.

 

Em 2014, os balões provocaram 98 incêndios no estado de São Paulo. Soltar balões é crime e pode dar até três anos de cadeia. De janeiro a novembro, 40 pessoas foram presas por causa dos balões. As denúncias podem ser feitas pelos telefones disque-denúncia (181), Polícia Militar (190) e Bombeiros (193).

Fotógrafo flagrou balão solto próximo a aviões. Soltar balões é crime e pode dar até três anos de prisão.


 


Um balão foi flagrado no céu do bairro do Tucuruvi, na Zona Norte da capital, na rota de pouso dos aviões que pousam no Aeroporto Internacional de Cumbica, em Guarulhos, na manhã deste sábado (26). As fotos abaixo mostram um balão carregando um cartaz e passando bem perto de um avião.


 


 


Balão sobrevoa área de rota de aviões na Zona Norte de São Paulo na manhã deste sábado (26).


 


PATROCINADORES

 


Perigo no ar


 


Na quinta-feira (24), o SPTV flagrou que um balão quase caiu em uma fábrica de produtos químicos em Paranapiacaba, na região do ABC. Um balão pegou fogo e caiu em uma mata, em uma região cheia de casas. Outro, no Jardim Marilu, na Zona Leste de São Paulo, passou sobre uma grande área residencial.


 


O Corpo de Bombeiros faz campanha para tentar acabar com a prática de quem solta balões. “Depois que o balão toma os céus, aí ele fica incontrolável. Vai depender de vento, vai depender de quanto tempo ele vai descer. E aí a Polícia Militar tem que prevenir, né, antes que essa soltura aconteça.”, diz Robson Mistuo, capitão do Corpo de Bombeiros.


 


Em 2014, os balões provocaram 98 incêndios no estado de São Paulo. Soltar balões é crime e pode dar até três anos de cadeia. De janeiro a novembro, 40 pessoas foram presas por causa dos balões. As denúncias podem ser feitas pelos telefones disque-denúncia (181), Polícia Militar (190) e Bombeiros (193).


Fotógrafo flagrou balão solto próximo a aviões. Soltar balões é crime e pode dar até três anos de prisão.



Um balão foi flagrado no céu do bairro do Tucuruvi, na Zona Norte da capital, na rota de pouso dos aviões que pousam no Aeroporto Internacional de Cumbica, em Guarulhos, na manhã deste sábado (26). As fotos abaixo mostram um balão carregando um cartaz e passando bem perto de um avião.



PATROCINADORES

Balão sobrevoa área de rota de aviões na Zona Norte de São Paulo na manhã deste sábado (26).



Perigo no ar



Na quinta-feira (24), o SPTV flagrou que um balão quase caiu em uma fábrica de produtos químicos em Paranapiacaba, na região do ABC. Um balão pegou fogo e caiu em uma mata, em uma região cheia de casas. Outro, no Jardim Marilu, na Zona Leste de São Paulo, passou sobre uma grande área residencial.



O Corpo de Bombeiros faz campanha para tentar acabar com a prática de quem solta balões. “Depois que o balão toma os céus, aí ele fica incontrolável. Vai depender de vento, vai depender de quanto tempo ele vai descer. E aí a Polícia Militar tem que prevenir, né, antes que essa soltura aconteça.”, diz Robson Mistuo, capitão do Corpo de Bombeiros.



Em 2014, os balões provocaram 98 incêndios no estado de São Paulo. Soltar balões é crime e pode dar até três anos de cadeia. De janeiro a novembro, 40 pessoas foram presas por causa dos balões. As denúncias podem ser feitas pelos telefones disque-denúncia (181), Polícia Militar (190) e Bombeiros (193).



Veja Também