news:

Notícias

Merkel diz que imigrantes irão 'ocupar e mudar' a Alemanha

Publicado por TV Minas em 07/09/2015

foto_principal.jpeg

A chanceler alemã anunciou um orçamento de 6 bilhões de euros para a questão dos refugiados.

 

A chanceler alemã, Angela Merkel, disse nesta segunda-feira que o enorme fluxo de imigrantes que chega ao país irá "ocupar e mudar" a Alemanha nos próximos anos. "Queremos que essa mudança seja positiva e acreditamos que podemos conseguir isso".

 

Merkel afirmou que a Alemanha vai destinar 6 bilhões de euros (mais de 25 bilhões de reais) para questões relacionadas aos refugiados, incluindo a construção de abrigos e processos de asilo. Até o final do ano, estima-se que o país receba 800.000 pedidos de asilo.

 

Ao longo do final de semana, cerca de 20.000 imigrantes chegaram ao país e outros 11.000 devem entrar em território alemão nesta segunda-feira. Um fluxo "de tirar o fôlego". "É preciso tomar uma série de medidas para ser capaz de lidar com os desafios que estamos enfrentando", disseMerkel durante uma coletiva de imprensa na capital Berlim.

 

Segundo a chanceler, os imigrantes que precisam de proteção receberão o apoio do país e acrescentou: "aqueles que não tiverem nenhuma chance de receber asilo terão de voltar para suas casas rapidamente".

 

Apesar dos esforços, a líder mais poderosa do mundo lembrou que a Alemanha não pode resolver sozinha a crise de imigração na Europa e convocou os outros países da União Europeia a receber refugiados.

 

"Nós só conseguiremos lidar com esses desafios se pudermos contar com a solidariedade europeia. Nós somos uma Europa de valores. Somos uma Europa que tem de mostrar a sua verdadeira face", disse.

A chanceler alemã anunciou um orçamento de 6 bilhões de euros para a questão dos refugiados.


 


A chanceler alemã, Angela Merkel, disse nesta segunda-feira que o enorme fluxo de imigrantes que chega ao país irá "ocupar e mudar" a Alemanha nos próximos anos. "Queremos que essa mudança seja positiva e acreditamos que podemos conseguir isso".


 


Merkel afirmou que a Alemanha vai destinar 6 bilhões de euros (mais de 25 bilhões de reais) para questões relacionadas aos refugiados, incluindo a construção de abrigos e processos de asilo. Até o final do ano, estima-se que o país receba 800.000 pedidos de asilo.


 


PATROCINADORES

Ao longo do final de semana, cerca de 20.000 imigrantes chegaram ao país e outros 11.000 devem entrar em território alemão nesta segunda-feira. Um fluxo "de tirar o fôlego". "É preciso tomar uma série de medidas para ser capaz de lidar com os desafios que estamos enfrentando", disseMerkel durante uma coletiva de imprensa na capital Berlim.


 


Segundo a chanceler, os imigrantes que precisam de proteção receberão o apoio do país e acrescentou: "aqueles que não tiverem nenhuma chance de receber asilo terão de voltar para suas casas rapidamente".


 


Apesar dos esforços, a líder mais poderosa do mundo lembrou que a Alemanha não pode resolver sozinha a crise de imigração na Europa e convocou os outros países da União Europeia a receber refugiados.


 


"Nós só conseguiremos lidar com esses desafios se pudermos contar com a solidariedade europeia. Nós somos uma Europa de valores. Somos uma Europa que tem de mostrar a sua verdadeira face", disse.


A chanceler alemã anunciou um orçamento de 6 bilhões de euros para a questão dos refugiados.



A chanceler alemã, Angela Merkel, disse nesta segunda-feira que o enorme fluxo de imigrantes que chega ao país irá "ocupar e mudar" a Alemanha nos próximos anos. "Queremos que essa mudança seja positiva e acreditamos que podemos conseguir isso".



Merkel afirmou que a Alemanha vai destinar 6 bilhões de euros (mais de 25 bilhões de reais) para questões relacionadas aos refugiados, incluindo a construção de abrigos e processos de asilo. Até o final do ano, estima-se que o país receba 800.000 pedidos de asilo.



PATROCINADORES

Ao longo do final de semana, cerca de 20.000 imigrantes chegaram ao país e outros 11.000 devem entrar em território alemão nesta segunda-feira. Um fluxo "de tirar o fôlego". "É preciso tomar uma série de medidas para ser capaz de lidar com os desafios que estamos enfrentando", disseMerkel durante uma coletiva de imprensa na capital Berlim.



Segundo a chanceler, os imigrantes que precisam de proteção receberão o apoio do país e acrescentou: "aqueles que não tiverem nenhuma chance de receber asilo terão de voltar para suas casas rapidamente".



Apesar dos esforços, a líder mais poderosa do mundo lembrou que a Alemanha não pode resolver sozinha a crise de imigração na Europa e convocou os outros países da União Europeia a receber refugiados.



"Nós só conseguiremos lidar com esses desafios se pudermos contar com a solidariedade europeia. Nós somos uma Europa de valores. Somos uma Europa que tem de mostrar a sua verdadeira face", disse.



Veja Também