Adolescente de 14 anos morre vítima de Covid em cidade sul-mineira

Publicado por Tv Minas em 22/01/2022 às 10h41

A jovem possuía comorbidades que comprometiam seu sistema respiratório, o que foi agravado pelo coronavírus.

O boletim epidemiológico da cidade de Paraisópolis, no Sul de Minas, confirmou na tarde desta sexta, 21, a morte de uma adolescente de 14 anos pela Covid-19. A jovem estava internada em Itajubá desde o dia 15 de janeiro e não resistiu às complicações da doença. Sua morte ocorreu ocorreu nesta quinta-feira, (20).

De acordo com a Prefeitura do município, a jovem possuía comorbidades que comprometiam seu sistema respiratório, o que foi agravado pelo coronavírus. Também segundo as autoridades, o sistema de informação de vacinas mostrava que ela havia tomado 1 dose do imunizante contra a Covid-19.

Em nota, a prefeitura de Paraisópolis se solidariza com a família da jovem, assim como todas as outras famílias que perderam entes queridos em razão da pandemia.

 

Nota da prefeitura de Paraisópolis:

"A Prefeitura de Paraisópolis, através da Vigilância em Saúde, informa que, infelizmente, mais um óbito foi notificado no município devido à Covid-19.

A paciente era uma adolescente de 14 anos que estava internada em Itajubá, transferida em 15 de janeiro.

Ela possuía comorbidades que comprometiam o sistema respiratório e que se agravaram após a contração do vírus.

De acordo com o sistema de informação da vacina, a adolescente havia tomado a primeira dose do imunizante.

A Prefeitura de Paraisópolis se solidariza com a família da jovem, assim com todas as outras famílias que perderam entes queridos em razão da pandemia", escreveu na nota.

Boletim covid-19 de 21 de janeiro.

Novos 33 casos positivos foram confirmados na cidade. Com isso, Paraisópolis contabiliza 3.028 infecções, sendo 64 mortes em decorrência da doença.

Com população estimada em 21,3 mil pelo IBGE, Paraisópolis soma, agora, 63 vidas perdidas para a pandemia. No boletim desta sexta, além da morte da jovem, o município também reportou a detecção de mais 50 novos casos da doença. Ainda de acordo com o informe, 366 pessoas estão em tratamento, sendo 362 em domicílio e 4 em leitos hospitalares.

Compartilhe essa matéria: